Imprensa livre e independente
02 de março de 2019, 18h45

Policial que escoltou Lula usa símbolo da “Miami Police – S.W.A.T.”

O escudo pode representar que, ou o policial fez algum tipo de treinamento nos Estados Unidos, ou a S.W.A.T. já conta com membros atuando no Brasil

Foto: Ricardo Stuckert
Um fato chamou a atenção, durante a breve presença de Lula no velório do neto Arthur Araújo Lula da Silva, neste sábado (2): o policial que fez a escolta do ex-presidente, inclusive carregando uma metralhadora, tinha em seu uniforme, na altura do peito, o símbolo da polícia dos Estados Unidos. “Miami Police – S.W.A.T.”, estava escrito no escudo, como pode ser comprovado pelas imagens registradas pelo fotógrafo Ricardo Stuckert. O símbolo pode representar duas situações: ou o policial fez algum tipo de treinamento nos Estados Unidos ou, então, a S.W.A.T. já conta com membros atuando no Brasil. A S.W.A.T. (Special...

Um fato chamou a atenção, durante a breve presença de Lula no velório do neto Arthur Araújo Lula da Silva, neste sábado (2): o policial que fez a escolta do ex-presidente, inclusive carregando uma metralhadora, tinha em seu uniforme, na altura do peito, o símbolo da polícia dos Estados Unidos.

“Miami Police – S.W.A.T.”, estava escrito no escudo, como pode ser comprovado pelas imagens registradas pelo fotógrafo Ricardo Stuckert.

O símbolo pode representar duas situações: ou o policial fez algum tipo de treinamento nos Estados Unidos ou, então, a S.W.A.T. já conta com membros atuando no Brasil.

A S.W.A.T. (Special Weapons And Tactics (“Armas e Táticas Especiais”) é um grupo da polícia dos Estados Unidos altamente especializado e treinado em operações especiais e de grande risco.

A Fórum tentou contato com a sede da Polícia Federal, em Brasília, para esclarecer o caso. Em todas as tentativas, uma gravação dizia que a PF atendia fora do horário comercial em sistema de plantão. No entanto, ao transferir, ninguém atendia à ligação.

Veja também:  Endividado, patrocinador de filme da Lava Jato entra em recuperação judicial

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum