terça-feira, 22 set 2020
Publicidade

101,7 mil mortes: Bolsonaro come churrasquinho e provoca aglomeração

O presidente Jair Bolsonaro decidiu dar uma volta, sem máscara de proteção pela Rodoviária de Brasília nesta segunda-feira (10) em meio à pandemia do novo coronavírus. O Brasil já perdeu 101.752 mil vidas para a doença.

Em vídeo difundido por apoiadores, Bolsonaro aparece sem máscara, tirando fotos e provocando aglomeração “pós-expediente”. Ele teria ido comer um churrasquinho.

Após a repercussão nas redes sociais, o ex-capitão republicou a gravação com as seguintes frases: “No Brasil são 38 milhões de informais. Volta ao trabalho, o melhor remédio”.

O “passeio” acontece dois dias depois do país chegar a marca de 100 mil mortes provocadas pelo novo coronavírus. Apesar de dizer que fez o “possível e o impossível” para evitar mortes, Bolsonaro adotou uma postura negacionista durante a pandemia, fez previsões de mortes cerca de 100 vezes menores que as registradas e lutou contra o isolamento social. Confira retrospectiva feita pela Fórum.

Assista:

https://twitter.com/PATRlOTAS/status/1292942828595814400
Lucas Rocha
Lucas Rocha
Jornalista da Sucursal do Rio de Janeiro da Fórum.