1º de Maio: Dino enxerga “sinal de esperança” em ato unificado

O governador do Maranhão participou de live realizada pelas centrais sindicais

O governador Flávio Dino (PCdoB), do Maranhão, participou neste 1º de Maio, dia do trabalhador, do ato virtual unificado das centrais sindicais. Além dele, marcaram presença outras lideranças sociais e políticas e artistas.

Notícias relacionadas

“Saúdo todas as centrais e os sindicalistas, que são essenciais para que as lutas sejam bem sucedidas. Esse 1º de Maio se dá em torno das causas da democracia, do emprego e da vacina, que estão profundamente relacionadas na atual conjuntura”, disse o governador durante o ato. “Temos muitas lutas para concretizar”, afirmou.

Para Dino, o primeiro de maio unificado é um “sinal de esperança” e um “sinal de fé”. Organizaram o ato “1º de Maio Pela Vida, Democracia, Emprego, Vacina para todos e pelo Auxílio Emergencial de R$ 600” as centrais CUT, Força Sindical, UGT, CTB, NCST, CSB, Intersindical, Pública e CGTB.

Dino publicou também um artigo na revista Carta Capital neste sábado com um alerta sobre as condições dos trabalhadores. “O emprego regulamentado está fortemente em risco, especialmente em países periféricos. Muitos trabalhadores que atuam conectados à tecnologia do século 21 têm os mesmos direitos de seus antepassados do século 18”, afirmou.

Além de Dino, participaram do ato os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Dilma Rousseff (PT) e Fernando Henrique Cardoso (PSDB), o líder do MTST, Guilherme Boulos (PSOL), e o ex-ministro Ciro Gomes (PDT).

ASSISTA:

Avatar de Lucas Rocha

Lucas Rocha

Lucas Rocha é formado em jornalismo pela Escola de Comunicação da UFRJ e cursa mestrado em Políticas Públicas na FLACSO Brasil. Carioca, apaixonado por carnaval e latino-americanista convicto, é repórter da sucursal do Rio de Janeiro da Revista Fórum e apresentador do programa Fórum América Latina