Bolsonaro quebra silêncio sobre Crivella e fala em "perseguição a quem está a seu lado"

O presidente evitou de comentar sobre a prisão do aliado na terça-feira

Crivella e Bolsonaro ao som de R.R. Soares em evento no Rio (Reprodução)
Escrito en POLÍTICA el

O presidente Jair Bolsonaro decidiu romper o silêncio sobre a prisão do prefeito Marcelo Crivella, seu aliado, nesta quarta-feira (23), durante conversa com apoiadores em São Francisco do Sul (SC). O presidente está de férias em Santa Catarina.

"Prenderam o Crivella no Rio, não vou entrar no mérito, mas já vincularam a mim, porque eu apoiei o Crivella. Sim, apoiei. O MP do Rio é uma festa lá, nunca apuraram nada, mas politicamente sempre apuram alguma coisa", disse o presidente.

Bolsonaro defendeu publicamente o prefeito e foi bastante usado na campanha de Crivella.

O mandatário ainda atacou a imprensa e disse que estão “o tempo todo perseguindo quem está do meu lado, parente, amigo, reviraram minha vida de perna pro ar”.

Na terça, Bolsonaro evitou em falar sobre a prisão do aliado - que agora ficará em domiciliária.

Com informações do O Globo