Bolsonarista, deputado que quebrou placa de Marielle diz que PF está em seu apartamento

"Estou de fato incomodando algumas esferas do velho poder", desabafou Daniel Silveira (PSL-RJ) no Twitter. Mandado ocorre em mesmo inquérito que prendeu Sara Winter nesta segunda

Daniel Silveira - Foto: Reprodução
Escrito en POLÍTICA el

O deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) afirmou em seu perfil no Twitter nesta terça-feira (16) que a Polícia Federal está em seu apartamento. A PF também cumpriu nesta manhã um novo mandado de busca e apreensão na casa do blogueiro bolsonarista Allan dos Santos, em Brasília.

"Polícia Federal em meu apartamento. Estou de fato incomodando algumas esferas do velho poder. E cada dia estarei mais firme nessa guerra! Ah! E não nos esqueçamos nunca: #NaoMexamComWeintraub Força & Honra", escreveu o deputado na rede social.

De acordo com a GloboNews, a operação ocorre em inquérito que investiga as manifestações antidemocráticas no país, solicitado pelo procurador-geral da República, Augusto Aras. Ao todo, são 21 mandados judiciais abertos por determinação do ministro Alexandre de Moraes.

A intenção da investigação é apurar quem financia e organiza tais atos golpistas. A bolsonarista Sara “Winter” Geromini foi presa pela PF, em Brasília, por conta do mesmo inquérito.

Além dela, cinco outras pessoas identificadas como líderes do acampamento “300 do Brasil” tiveram prisão temporária, por cinco dias. O objetivo das prisões temporárias é ouvir os investigados e reunir informações de como funciona o esquema criminoso.

Com o início da operação da Polícia Federal contra apoiadores de Jair Bolsonaro, Silveira intensificou seus ataques contra o Supremo Tribunal Federal (STF) em suas redes sociais.

"Fico imaginando como os ministros do STF se comportam na virada do ano", ironizou, em referência ao ataque com fogos de artifício contra o Supremo realizado pelo grupo bolsonarista "300 do Brasil".

"Como é mesmo que são 'escolhidos' os ministros do STF? Por conta desse absurdo apresentei em 05/05/2020, Proposta de Emenda Constitucional que endurece as regras para nomeação e composição do corpo do STF", afirmou em outro tuíte.

Silveira é o deputado que, durante sua campanha em 2018, quebrou uma placa em homenagem a vereadora Marielle Franco, brutalmente assassinada em março do mesmo ano.

https://twitter.com/danielPMERJ/status/1272831921433739264