Deputado que votou em Bolsonaro para "tirar PT do poder" quer Moro em "comício" com Temer, Haddad, FHC e Huck

José Nelto (Podemos-GO) enfrenta resistência de participantes para escalar ex-ministro de Bolsonaro em evento virtual. A favor da prisão de Lula, deputado disse que presença de ex-presidente "não ficaria bem", mas que não vetaria

Deputado José Nelto com Sérgio Moro (Reprodução)
Escrito en POLÍTICA el

O deputado José Nelto (Podemos-GO) está contrariando alguns participantes para escalar o ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro, em um comício virtual chamado "Direitos Já", em defesa da democracia, que pretende reunir Michel Temer, Fernando Haddad, Luciano Huck, Fernando Henrique Cardoso, José Sarney e Roberto Freire.

Segundo informações de Mônica Bergamo, na Folha de S.Paulo nesta quarta-feira (24), o nome de Moro enfrenta resistência de participantes do evento. No entanto, Nelto não vê problemas na participação do ex-ministro de Bolsonaro.

"É claro que Moro tem que entrar. Ele é um cidadão brasileiro e nada pesa contra ele. Nunca se insurgiu contra a democracia. É um homem que teve uma coragem que poucas pessoas tiveram no combate à corrupção no Brasil. Ele tem que ser convidado. Vou trabalhar para isso", disse o parlamentar.

José Nelto votou em Jair Bolsonaro no segundo turno da eleição presidencial de 2018 "por falta de opção e para tirar o PT do poder. Eu achava que o PT era pior". Mas diz que apenas votou no atual presidente. "Não fiz campanha nem pedi voto".

Nelto ainda apoiou a prisão de Lula, mas diz que não vetaria o nome do ex-presidente. "O Lula moralmente ainda continua preso, não pode sair às ruas. Não ficaria bem a participação dele. Mas a pior coisa na política é o veto. Não pode haver veto".

Temas