PSL expulsa deputados bolsonaristas por participação em ataques ao STF

Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro, Douglas Garcia e Gil Diniz também são investigados no inquérito das fake news

Foto: Acervo Alesp
Escrito en POLÍTICA el

O PSL expulsou nesta quarta-feira (15) os deputados estaduais bolsonaristas Douglas Garcia e Gil Diniz por ataques ao Supremo Tribunal Federal e seus ministros. O partido determinou a saída dos deputados após reunião do Conselho de Ética da executiva estadual em São Paulo.

Os parlamentares já estavam suspensos da legenda desde o dia 28 de junho por serem alvos no inquérito das fake news no STF. O gabinete e a casa de um assessor de Garcia chegaram a ser alvo de busca e apreensão da Polícia Federal no âmbito dessa investigação. Ele também é investigado por organizar perseguição ao movimento antifascista.

O PSL afirmou em nota que as expulsões foram por "práticas que afrontam o estatuto do partido, ao qual todos os filiados são submetidos, especialmente no que se refere ao seu artigo 7º do Código de Ética, que veda atividades políticas contrárias ao regime democrático".