Bolsonaristas promovem hashtag lançada por Sara Winter contra aborto de menina estuprada

Blogueiros e perfis que se identificam com o presidente Jair Bolsonaro atuam em campanha contra criança de 10 anos, que foi abusada pelo tio

Reprodução
Escrito en POLÍTICA el

Perfis ligados ao presidente Jair Bolsonaro atenderam aos apelos da extremista Sara Geromini "Winter" e promoveram uma hashtag contra a interrupção da gestação da menina de 10 anos que engravidou após estupro do tio.

Após um vídeo publicado por Winter em que ela diz o nome da criança abusada, diversas menções à tag #(nome da vítima)Pelas2Vidas começaram a surgir. Na gravação, ela divulga o endereço do hospital em que a criança está e pede a difusão da hashtag.

A grande maioria dos perfis possuíam indicações de serem alinhados com o presidente Jair Bolsonaro, tanto pelas descrições quanto pelas interações. Alguns, inclusive, parecem ser contas automatizadas, que apenas retuitam e promovem hashtags.

Além de Winter, o blogueiro bolsonarista Bernardo Kuster também participou da campanha virtual contra a interrupção da gravidez, que foi fruto de abuso. Winter e Kuster são alvo do Supremo Tribunal Federal no inquérito das fake news.

O juiz que autorizou o aborto, Antônio Moreira Fernandes, levou em conta a vontade da criança em decisão. "Conclui-se que a vontade da criança é soberana, ainda que se trate de incapaz, tendo a mesma declarado que não deseja dar seguimento à gravidez fruto do ato de extrema violência que sofreu”, disse.

“Com estatísticas de abandono, e de abandono mesmo perto, por que então materializar a dor subtraída, uma vez não ser a vontade de quem a gere? O aborto, palavra que corrói o curso do existir. Existir neste contexto dói, e a dor religiosa é um direito de escolha individual, não uma ordem imposta pelo Estado Democrático de Direito”, apontou ainda o magistrado.

Neste domingo, hospital do Espírito Santo negou operação, o que fez ela ser encaminhada para outro estado para realizar o procedimento.

Confira algumas das mensagens e dos perfis que promoveram a tag: