Flávio Dino quer Lula candidato a presidente em 2022

Pronunciamento do ex-presidente do Dia da Independência animou o campo progressista e há expectativas para que o STF declare a suspeição de Moro, abrindo caminho para que Lula possa se candidatar

Lula e Flávio Dino (Reprodução/Twitter)
Escrito en POLÍTICA el

O pronunciamento que o ex-presidente Lula fez nesta segunda-feira (8), para marcar o Dia da Independência, animou o campo progressista. Muitos interpretaram a fala do petista, que abordou inúmeros problemas nacionais e apontou caminhos para o país no pós-pandemia, como um recado de que está se colocando como pré-candidato à presidência em 2022.

"Me coloco à disposição do povo brasileiro", disse Lula. "Eu sei – vocês sabem – que podemos, de novo, fazer do Brasil o país dos nossos sonhos. E dizer, do fundo do meu coração: estou aqui. Vamos juntos reconstruir o Brasil. Ainda temos um longo caminho a percorrer juntos. Fiquem firmes, porque juntos nós somos fortes. Viveremos e venceremos", completou o ex-presidente.

Após o discurso, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), afirmou à colina Painel, da Folha de S. Paulo, que defende a candidatura de Lula à presidência.

"Se Lula puder ser candidato, defendo a sua candidatura como o melhor caminho para chegarmos a um novo contrato social. Ele faria uma espécie de transição política entre o horror bolsonarista e um outro momento, inclusive com projeção de novas lideranças", disse o comunista que, inclusive, é apontado como candidato à presidência em 2022.

"Do pronunciamento de @LulaOficial, que agora encerrou, destaco a bandeira de um novo contrato social, que defenda os mais pobres e promova o bem estar no Brasil. E sublinho a ênfase na esperança, farol essencial para vencermos as trevas", escreveu Dino no Twitter.

https://twitter.com/FlavioDino/status/1303037562651643904

Apesar de ter saído da prisão em novembro de 2019, Lula segue sem direitos políticos por conta da condenação imposta pelo então juiz Sérgio Moro e depois reforçada e amplificada pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) pelo caso do "triplex do Guarujá".

Há expectativas, depois de algumas vitórias jurídicas de Lula, no entanto, que em breve o Supremo Tribunal Federal (STF) declare a suspeição de Moro no processo contra o petista. Se isso ocorrer, o ex-presidente pode retomar seus direitos políticos e concorrer à presidência.

Recentemente, Fórum ouviu inúmeros juristas que se mostraram otimistas com relação à anulação da condenação de Lula. Confira aqui.