Bolsonaro não quer abrir mão da fortuna imobiliária ilícita, diz Haddad

Para o ex-ministro, o presidente também teme pela prisão dos filhos

Jair Bolsonaro com os filhos Flávio, Carlos, Eduardo e Jair Renan (Reprodução)
Escrito en POLÍTICA el

O ex-ministro Fernando Haddad (PT) criticou neste sábado (4) a reforma tributária apresentada pelo governo do presidente Jair Bolsonaro. Para o petista, o presidente busca, com a medida, garantir a acumulação de ganhos ilícitos.

"Bolsonaro está preocupado com a prisão dos filhos e não quer abrir mão da fortuna imobiliária acumulada ilicitamente", afirmou Haddad em seu perfil no Twitter.

"Chega ao cúmulo de propor reforma tributária que garante a lavagem do dinheiro investido em imóveis com pagamento de 4% da diferença entre o valor declarado e o de mercado", completou.

Haddad faz referência também às denúncia de enriquecimento ilícito do clã a partir da prática de rachadinhas no gabinete dos filhos, conforma aponta o Ministério Público do Rio de Janeiro.

https://twitter.com/Haddad_Fernando/status/1434228430996914178