Valdemar Costa Neto vai escolher marqueteiro de Bolsonaro

Em 2018, Bolsonaro negava proximidade com o presidente do PL e chegou a relacionar Valdemar Costa Neto com "corruptos e condenados"

Valdemar Costa Neto, presidente do PL, e Jair Bolsonaro (Divulgação)
Escrito en POLÍTICA el

O presidente do PL, Valdemar Costa Neto, será o responsável por escolher o marqueteiro que irá comandar a campanha de reeleição do presidente Jair Bolsonaro (PL). O dirigente chegou a ser condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do mensalão

Segundo informações da jornalista Jussara Soares, de o Globo, Costa Neto foi incumbido da função de escolhar o marqueteiro do candidato durante reunião do comitê de campanha do presidente realizada nesta terça-feira (18).

Condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do mensalão, o ex-deputado Valdemar da Costa Neto se aproximou de Bolsonaro junto de outros partidos do centrão e possui um ministério no governo. A filiação do presidente ao partido aconteceu após uma série de idas e vindas.

Valdemar Costa Neto foi condenado a sete anos e dez meses de prisão em 2012. Depois de cumprir dois anos e meio da pena, em 2016, recebeu indulto do Supremo Tribunal Federal (STF).

Durante as eleições de 2018, Bolsonaro negava qualquer proximidade com o dirigente liberal e chegou a relacionar Valdemar Costa Neto a “corruptos e condenados”.

“Valdemar Costa Neto já foi condenado no mensalão… Tá citado… Citado não… Tá bastante avançado na Lava Jato… [Do PL] eu converso com o Magno Malta. Qual partido não tem gente com problema?”, disse Bolsonaro durante entrevista coletiva realizada em 2018 sobre possível composição de chapa com o PL.

Em um tuíte feito em maio de 2018, Bolsonaro tenta se afastar de qualquer relação com Valdemar Costa Neto e o compara a “corruptos e condenados”. Apesar de não ficar muito claro na mensagem, pelo contexto Bolsonaro parece estar se referindo ao ex-governador Paulo Maluf.

“A QUE PONTO CHEGARÃO? Primeiro a imprensa mente ao publicar que estive com Waldemar da Costa na semana passada. Agora diz que aceno para corruptos e condenados. É a velha imprensa de sempre, não sabem fazer outra coisa a não ser mentir e mentir”, escreveu.