POLÍTICA

Cidadania costura acordo e aprova federação com PSDB

Essa é a primeira federação aprovada para o pleito deste ano; PSDB tem como pré-candidato a presidente o governador de São Paulo, João Doria

Roberto Freire, presidente do Cidadania.Créditos: Flickr/Cidadania
Escrito en POLÍTICA el

O Diretório Nacional do Cidadania aprovou em votação neste sábado (19) a federação com o PSDB para as eleições de 2022. Esse é o primeiro acordo entre partidos aprovado para o pleito deste ano. O comando do PSDB, porém, ainda precisa decidir sobre a federação com o Cidadania. 

Os presidentes das duas legendas, Roberto Freire e o tucano Bruno Araújo, vinham costurando o acordo em torno do nome do governador paulista João Doria como candidato à Presidência da República. Apesar disso, o Cidadania informou que a pré-candidatura do senador Alessandro Vieira (SE) está mantida.

O Secretário de Desenvolvimento Regional do Estado de São Paulo, Marco Vinholi (PSDB), comemorou o acordo nas redes sociais. "Belíssima notícia a aprovação do Cidadania para a federação com o PSDB! Vamos apresentar um caminho de desenvolvimento para o Brasil. Parabéns", escreveu. 

A discussão foi encerrada no segundo turno. No primeiro, a tese da aliança com o Podemos foi derrotada. No segundo, a tese do PSDB recebeu 56 votos contra 47 da aliança com o PDT. Houve 7 abstenções.

Com a vitória da tese de se federar com o PSDB, saem fortalecidos internamente o presidente do Cidadania, Roberto Freire, a senadora Eliziane Gama - cotada para ser vice de Doria - e a maioria da bancada da Câmara dos Deputados.

Em dezembro de 2021, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) regulamentou as federações partidárias nas eleições 2022. A união de partidos em federações foi instituída pelo Congresso Nacional na reforma eleitoral de 2021 com o objetivo de permitir às legendas atuarem de forma unificada em todo o país, como um teste para eventual fusão ou incorporação.