ELEIÇÕES 2022

Se eleito, Lula deve indicar mais mulheres para o STF

Advogados e juristas próximos ao petista acreditam que ele deve fazer a indicação para a vaga da Rosa Weber, que se aposenta da corte em 2023

Carol Proner, Dora Cavalcanti e Flávia RahalCréditos: Reprodução internet / Prerrogativas
Escrito en POLÍTICA el

As articulações de nomes para ocupar uma das vagas do Supremo Tribunal Federal (STF) em eventual governo Lula, já começaram. 

Um dos principais nomes ventilados é o da criminalista Dora Cavalcanti. A advogada fez campanha para Fernando Haddad à Presidência em 2018. 

Outros nomes que estão no páreo são os das advogadas Flávia Rahal e Carol Proner. As três integram o grupo de juristas Prerrogativas, que apoia Lula.  A dupla é preferida entre os criminalistas e também faz parte do Instituto de Defesa do Direito de Defesa (IDDD), idealizado por Thomaz Bastos. Já Carol Proner é fundadora da Associação Brasileira de Juristas pela Democracia (ABJD).

De acordo com informações do jornal O Globo, os advogados e juristas próximos ao petista acreditam que ele deve fazer essa indicação para a vaga da Rosa Weber, que se aposenta da corte em 2023. Dessa forma, Lula manteria a representação feminina que o STF tem hoje. 

O coordenador do Prerrogativas, Marco Aurélio Carvalho, ponderou que “existem ótimos nomes para o STF e que Lula fará a melhor escolha”, porém, não é o momento para debater esse tema e que o foco são as eleições".