ELEIÇÕES 2022

Síndico? Moro diz que volta para o Paraná para fazer campanha, mas não sabe para quê

Apesar de não ter apresentado pré-candidatura a cargo algum, o ex-juiz elencou cinco propostas para “fazer do Paraná o centro do Brasil”

Síndico? Moro diz que volta para o Paraná para fazer campanha, mas não sabe para quê.Créditos: Reprodução
Escrito en POLÍTICA el

Em coletiva de imprensa realizada nesta terça-feira (14) o ex-juiz e ex-pré-candidato à presidência Sergio Moro (União Brasil-PR) revelou o seu destino político: caminhar pelo estado do Paraná, se "reconectar com o povo" e, quem sabe, ser agraciado com alguma pré-candidatura, a qual cargo? Nem Moro e nem o União Brasil sabem. No entanto, deixou no ar possibilidades para disputar o Senado e o governo do estado do Paraná, decisão que precisa ser tomada até o dia 5 de agosto, segundo o regramento eleitoral. 

Durante a sua fala, Moro falou sobre o fato de o Tribunal Superior Eleitoral de São Paulo (TSE-SP) ter-lhe negado o domicílio eleitoral em São Paulo por falta de provas de que, de fato, exerce atividade no estado em questão. "Não concordo com a decisão do TSE, mas eu respeito as instituições, não sou uma pessoa que ataca as instituições", disse. 

Moro também falou sobre o seu retorno ao estado do Paraná. "Estou feliz de voltar ao Paraná, estou radiante, aqui foi onde eu nasci, cresci, constitui família e onde pude me tornar juiz federal e participar de um capítulo importante da história do Brasil, a Operação Lava Jato, o maior combate à corrução na história do Brasil", declarou. 

Sobre o seu futuro político, Moro afirmou que ainda não sabe se vai disputar a algum cargo político e que quem vai decidir isso "é o povo do Paraná e o União Brasil". "O meu objetivo primário é circular o Paraná e me reconectar com o povo paranaense e a decisão (de disputar cargo político) será junto com o União Brasil", revelou. 

Sem perder o seu estilo grandiloquente, o ex-juiz, considerado parcial pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no processo contra o ex-presidente Lula (PT), Moro declarou que anseia por querer "escrever a história com o povo do Paraná, vamos escrever novas páginas dessa história, recolocar o Paraná no centro da história do Brasil". 

Mesmo não sendo candidato a nada, Moro apresentou cinco propostas para o estado do Paraná: 1) livrar o Paraná da corrupção (não falou como); 2) Proteger as famílias do crime organizado; 3) impulsionar a economia do Paraná; 4) educação e saúde de qualidade para o Paraná; 5) a criação de um imposto único que, segundo o ex-juiz, "uma proposta que visa dinamizar a economia". 

Ao término de sua sucinta fala, Moro parabenizou Luciano Bivar, presidente do União Brasil e pré-candidato ao Palácio do Planalto pela legenda e afirmou que está à "disposição para vencer os extremos (Lula e Bolsonaro) ... contem comigo para ser um lutado, não vamos desistir do Brasil", encerrou o ex-juiz utilizando um jargão da sua já distante pré-candidatura à presidência.
 

Temas