DESUMANO

VÍDEO: Bolsonaro diz que quem defende aborto em caso de estupro quer ditadura

O presidente saiu em defesa da juíza Joana Zimmer, que negou o aborto a uma menina de 11 anos que foi estuprada

Créditos: Isac Nóbrega/PR
Escrito en POLÍTICA el

O presidente Jair Bolsonaro (PL) declarou nesta quinta-feira (23) que quem defende que o aborto para a menina de 11 anos, vítima de um estupro, quer impor uma ditadura no Brasil. O mandatário também defendeu a decisão da juíza Joana Zimmer.  Cabe lembrar que, em caso de estupro, a interrupção da gravidez está prevista em lei. 

“Quem quer impor uma ditadura no Brasil não sou eu. É quem não quer a liberdade de expressão, é quem vai controlar a mídia, é quem diz que vai valorizar o MST, é quem diz que esse caso da menina grávida de sete meses tem que abortar", declarou Bolsonaro ao conversar com apoiadores na porta do Alvorada. 

A declaração de Bolsonaro pode ser conferida a partir do minuto três do vídeo abaixo: 

Bolsonaro se refere ao caso da juíza Joana Zimmer, que não concedeu o direito à interrupção da gravidez para a menina de 11 anos que foi estuprada e determinou que a menina fosse enviada para um abrigo para evitar que o aborto fosse realizado. Com a repercussão do caso, a Justiça reverteu a decisão e liberou a menina para fazer o procedimento.