ELEIÇÕES 2022

VÍDEO: Marcos Uchôa diz por que desistiu da candidatura a deputado federal

O jornalista, ex-Globo, que disputaria uma vaga à Câmara Federal pelo PSB, anunciou nas redes sociais sua retirada da disputa

Marcos Uchôa criticou o tratamento que recebeu do PSB.Créditos: Reprodução de Vídeo
Escrito en POLÍTICA el

O jornalista Marcos Uchôa, que deixou recentemente a Rede Globo, usou as redes sociais, nesta terça-feira (30), para anunciar que desistiu de sua candidatura a deputado federal pelo PSB do Rio de Janeiro.

Uchôa alegou que encontrou dificuldades para tratar com o partido a respeito do financiamento de campanha e reclamou da falta de recursos disponibilizados pelo PSB.

“Oi, pessoal. Eu não acredito em trabalho mal feito. Ao longo de 38 anos de minha carreira no jornalismo em trabalhei com pessoas competentes. Atrás de cada repórter, tem que existir uma equipe. Em política, não é diferente”, declarou.

“Eu tive que me informar e aprender o que seria necessário para eu fazer uma campanha com chances reais de me eleger. E você precisa de uma grande estrutura. Contratar pessoas para cuidar das redes sociais, marcar eventos, palestras, as viagens. E também você precisa de contador, de advogado, você precisa de pessoas para te fotografar, filmar. E tem transporte, tem viagens, tem hospedagens, tem refeições dessas pessoas todas e, claro, material gráfico, os famosos santinhos. É muita coisa”, destacou Uchôa.

O jornalista lembrou que “tudo isso, obviamente, custa dinheiro, bastante dinheiro. Você pode fazer uma campanha mais cara ou mais barata. O que você não podre fazer é uma campanha sem dinheiro”, acrescentou.

“Quando me filiei ao partido, no início de abril, o presidente do PSB no Rio, Alessandro Molon, me disse que o partido financiaria a minha campanha. Pois, de lá para cá, quer dizer, nesse tempo todo eu estive por meses, literalmente por meses, pedindo uma informação básica: quando e mais ou menos quanto de dinheiro eu poderia contar? Claro, para eu me planejar minimamente e me comprometer com as pessoas em termos de pagamentos”, relatou o jornalista.

“Isso não é sério e eu sou uma pessoa séria nas coisas que faço”, critica Uchôa

“Chegamos ao final de agosto e essa informação não foi dada. Conversei com outros candidatos que estão na mesma situação e que também não sabem de nada. Olha, gente, falta praticamente um mês para a eleição. É muito pouco tempo. Pré-campanhas e campanha já começaram há muito tempo, né? Duas semanas a campanha. E eu vejo os outros candidatos a mil por hora. Sabe como eu me senti: empurrando um carro. Claro, um carro, quando você empurra, se movimenta. Mas carro não é para isso, né? Tem motor, tem acelerador e tem que ter gasolina, que, no caso de política, é dinheiro”, reafirmou Uchôa.

Em seguida, ele afirmou: “Isso não é sério e eu sou uma pessoa séria nas coisas que faço. Achei que, nessa situação, realmente não tinha sentido continuar e, por isso, estou retirando minha candidatura. Mas eu agradeço demais, gente. Muito obrigado pelo apoio e pela confiança de tanta gente. Seguirei ajudando o Rio de Janeiro e o Brasil”, completou Uchôa.