PSOL

VÍDEO: Congresso do PSOL tem soco, pancadaria e confusão

Ala de Boulos ganha eleição tumultuada e expande seu controle no partido

Eleição do PSOL ficou marcada por confusão generalizada ao fim do encontroCréditos: Reprodução/Twitter
Escrito en POLÍTICA el

Neste domingo (1), foi realizado o Congresso Nacional do Partido Socialismo e Liberdade realizado em Brasília (DF). O evento ficou marcado por uma confusão generalizada envolvendo diferentes grupos políticos e pela vitória da historiadora Paula Coradi para presidência do partido.

De acordo com reportagem do site Metrópoles, uma confusão generalizada se instaurou após militantes do partido gritarem o nome de Leon Trótsky, revolucionário russo. O PSOL é um partido de correntes e nem todas elas são trotskistas. Isso bastou para que um conflito generalizado se desse no meio do palco do evento.

Veja vídeo:

Quem é Paula Coradi, a nova presidenta do PSOL

O PSOL definiu que a historiadora Paula Coradi será a nova presidente do partido, substituindo Juliano Medeiros. Ela foi apoiada pelo grupo de Guilherme Boulos, que tem dominado o partido, além de também contar com apoio da atual direção. 

Paula Coradi é historiadora formada pela Universidade Federal do Espírito Santo e está há 14 anos no partido. Ela é professora licenciada da rede estadual de ensino capixaba.

Ela foi Secretária de Organização do Partido e Secretária de Movimentos Sociais entre 2017 e 2021. Em 2018 foi coordenadora da campanha de Boulos à presidência da República.

Ela venceu com 300 votos (67,1% dos delegados), representando a chapa "Psol de Todas as lutas". A chapa "Bloco Democrático de Esquerda", de oposição, teve 147 votos (32,9%). Paula ficará até 2026 no comando do partido.

“Sou fruto de um processo coletivo. O Psol incentiva a participação das mulheres nas instâncias partidárias. Isso resulta em um número expressivo de parlamentares mulheres e em instâncias partidárias. Agora, é seguir como nosso trabalho de ampliação da nossa base social, e estreitar ainda mais os laços com os movimentos sociais para estarmos ainda mais fortalecidos nas eleições de 2024", disse Paula Coradi após sua eleição.

O partido também definiu seus principais objetivos para as eleições municipais de 2024: além da vitória de Boulos em São Paulo, os psolistas querem a reeleição de Edmilson Rodrigues, principal prefeito da legenda, e a vitória de Talíria Petrone em Niterói e de Tarcísio Motta no Rio de Janeiro.