SEM MÁSCARA

Bolsonaro tem nova derrota na Justiça, dessa vez sobre não usar máscara na pandemia

Ex-presidente tentava na Justiça Federal de SP a suspensão de multa recebida durante ‘motociata’ na capital paulista

Bolsonaro durante motociata em 12 de junho de 2021, em São Paulo.Bolsonaro tem nova derrota na Justiça, dessa vez sobre não usar máscara na pandemiaCréditos: Alan Santos/PR
Escrito en POLÍTICA el

A Justiça Federal de São Paulo negou ao ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) a suspensão da multa recebida durante motociata realizada na capital paulista em 12 de junho de 2021. Bolsonaro recebeu na ocasião uma multa de R$ 552,71 por estar sem máscara durante o evento, que ocorreu durante momento delicado da pandemia de Covid-19. A informação foi publicada nesta terça-feira (21) pelo jornal O Globo

A decisão é da 2ª Vara Federal de São Paulo. Na ação, Bolsonaro teria alegado que o Estado de São Paulo não teria competência para puni-lo pela conduta. Mas o juiz do caso entendeu que não é possível negar a legitimidade do “ato administrativo”, a punição através de multa. O uso do equipamento era obrigatório em São Paulo desde maio de 2020 por recomendação de profissionais e especialistas em saúde pública.

Naquele momento o Brasil se aproximava da triste marca dos 500 mil mortos oficiais da pandemia – excluindo da conta as mortes sub notificadas. Bolsonaro, além de negar o uso de máscaras, também foi responsável pelo espalhamento de uma série de teorias que minimizavam os riscos da pandemia em relação a população, incluindo discursos contrários à vacinação.

Além do ex-presidente também foram multados na ocasião, por estarem sem máscaras, o então ministro da Infraestrutura e atual governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), e Eduardo Bolsonaro (PL-SP), deputado federal e terceiro filho de Jair.

*Com informações de O Globo.