DEYVID BACELAR

Petrobrás encerra processo contra dirigente da FUP por críticas a executivos da empresa

Deyvid Bacelar afirmou que vai manter ação que investiga conduta antiética de funcionários de alto escalão que vazaram informações à imprensa

Petrobrás encerra processo contra Deyvid Bacelar.Créditos: Federação Única dos Petroleiros (FUP)
Escrito en POLÍTICA el

Nesta sexta-feira (22), o Comitê de Ética da Petrobrás encerrou o processo administrativo, aberto no final do mês passado, contra Deyvid Bacelar, dirigente da Federação Única dos Petroleiros (FUP), denunciado por ter feito críticas a executivos da empresa nas redes sociais.

“Informamos que foi encerrado o procedimento de apuração conduzido pela gerência executiva de integridade corporativa (INC)”, diz o comunicado da Petrobrás, que ressalta que não foram identificadas não conformidades atribuídas a Bacelar. 

O dirigente da FUP comemorou a conclusão da apuração, afirmando que a decisão "é mais uma vitória da liberdade e autonomia sindicais garantidas pela Constituição Federal brasileira e convenções da OIT (Organização Internacional do Trabalho)".

Bacelar ainda informou que vai manter ativo o processo administrativo que a FUP abriu junto à Petrobrás para investigar a conduta antiética de funcionários de alto escalão que vazaram informações à imprensa de um processo que deveria correr em sigilo.

“Processos de cunho administrativo são sigilosos. Causou estranheza o vazamento para a imprensa antes mesmo da notificação da parte interessada”, disse Bacelar, atribuindo ao denunciante a tentativa de intimidação contra a liberdade de manifestação e de expressão de um dirigente sindical. 

O dirigente ressaltou que o vazamento violou o código de ética da companhia e "demonstrou a existência de setores informais de informação paralela na empresa, tal como era comum no governo anterior”.