RICARDO NUNES

"Eu sou casada com bandido. Vou chamar o PCC", disse esposa de Ricardo Nunes

Boletim de ocorrência de discussão em condomínio relata assustadora frase da atual primeira dama

Ricardo Nunes e Regina CarnovaleCréditos: Reprodução/Instagram
Escrito en POLÍTICA el

Em 2014, Ronaldo e Andrea Nunes, dois residentes de um condomínio no Jardim Marajoara, em São Paulo, apresentaram uma queixa ao síndico sobre um carro mal estacionado na garagem.

O veículo em questão pertencia a Regina Carnovale, esposa de Ricardo Nunes, o atual prefeito de São Paulo. O incidente evoluiu para um conflito e resultou no registro de um boletim de ocorrência no 11º Distrito Policial.

O síndico convocou os reclamantes e Regina para uma reunião no térreo do edifício, que culminou em uma briga intensa. A atual primeira-dama afirmou ter sido agredida por Ronaldo, o que foi negado por ele.

Entretanto, uma frase dita por Carnovale no relato de Andrea Nunes chama a atenção. "Eu sou casada com bandido. Você não sabe quem eu sou. Vou chamar o PCC e você está morto", disse a atual primeira-dama.

Logo em seguida, conforme três relatos registrados no B.O., Regina agrediu Andrea com um tapa no rosto.

Regina alegou não se lembrar da situação. "Na verdade, eu já até esqueci disso, está bem enterrado", declarou à Folha de S. Paulo.

Ricardo Nunes estava em seu primeiro mandato como vereador na capital paulista.

Nas últimas semanas, uma investigação revelou conexões entre duas empresas de ônibus que operam o transporte público na capital paulista - a Transwolff e a Upbus - e o PCC.

Ricardo Nunes alegou que não era responsabilidade da prefeitura verificar se determinadas empresas possuem ligações com o crime organizado.

Em nota, a família Nunes afirmou que "Regina nega veementemente a referida alegação reproduzida pelo jornal [Folha de São Paulo], a partir de um documento contraditório, com quatro versões diferentes. Não houve desdobramento e nem comprovação. Nessa divulgação, existe somente jogo eleitoral rasteiro".