Fórumcast #20
18 de março de 2019, 15h42

24% do país já acha governo Bolsonaro ruim ou péssimo

A aprovação ao governo atual caiu, enquanto a rejeição subiu novamente, passando de 17% para 24%, de acordo com pesquisa XP Ipespe

Foto: José Cruz/Agência Brasil

A rejeição a Jair Bolsonaro continua aumentando. A quinta pesquisa mensal da série XP Ipespe (XP Investimentos e Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas) indica que piorou a percepção da população em relação ao governo atual. Com dois meses e dez dias de gestão, o grupo que considera a administração ruim ou péssima saltou de 17% para 24%, enquanto os que acham o governo bom ou ótimo oscilou três pontos para baixo, de 40% para 37%.

Fonte: XP Investimentos

A diferença entre os que têm avaliação positiva e os com visão negativa caiu de 23 para 13 pontos percentuais. O movimento na expectativa para o restante do mandato foi semelhante: os que esperam uma gestão positiva caíram de 60% para 54%, enquanto os que têm expectativa de uma administração ruim ou péssima são 20%, contra  15% no mês anterior.

Foram feitas 1.000 entrevistas nos dias 11, 12 e 13 de março. A margem de erro é de 3,2 pontos percentuais.

Previdência

Em relação à reforma da Previdência, 64% dos consultados consideram necessárias mudanças no sistema de aposentadorias, mesmo índice de fevereiro. Os entrevistados foram questionados sobre pontos específicos da reforma. A população se divide sobre o estabelecimento de uma idade mínima para a aposentadoria, com vantagem numérica a favor da proposta: 51% concordam totalmente ou em parte com a ideia, enquanto 46% discordam do mecanismo.

Veja também:  “Não temos nenhuma perspectiva separatista”, afirma Dino sobre Consórcio Nordeste

Fake news

Rádio, televisão e jornal impresso são as três mídias em que os entrevistados mais acreditam ter contato com informações verdadeiras. Para 64%, 61% e 61%, respectivamente, a maioria das notícias e informações veiculadas nesses meios são verdadeiras.

Na outra ponta estão Facebook, WhatsApp, Twitter e Instagram. Nesses meios, variou de 11% para 17% a parcela da população que acredita que a maior parte das informações ou notícias veiculadas são verdadeiras.

Acmpanhem aqui a íntegra da pesquisa

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum