Fórumcast, o podcast da Fórum
22 de março de 2018, 09h43

A esquerda capturada pelo moralismo tacanho e a prova de que o golpe veste toga

Vi muita gente da esquerda batendo palma e exaltando o discurso moralista e lacerdista do ministro Luiz Barroso, Por Daniel Samam

Por Daniel Samam no Blog da Canhota

Vi muita gente da esquerda, inclusive formadores de opinião, batendo palma e exaltando o discurso moralista e lacerdista do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Roberto Barroso, no bate-boca com o ministro Gilmar Mendes na tarde de ontem (21) no plenário do Supremo.

As elites e a direita usam os meios de comunicação como arma – já dizia o saudoso Vito Giannotti, “partido sem jornal é igual a um exército sem arma. Não serve pra porra nenhuma”. Aí, com a narrativa ao seu lado, transformam um moralista positivista como o Barroso no herói do momento contra o ministro que segue a coerência de defesa da Constituição (gostemos ou não de seu modus operandi). Isto nos revela o quanto setores da esquerda ainda são tomados por uma visão estreita e binária da realidade.

Bem diferente do que pensam os ministros Barroso, Luiz Fux e a presidenta do STF, Carmen Lúcia, que pautados pela Globo e por movimentos de extrema-direita como Movimento Brasil Livre (MBL) e “Vem Pra Rua”, justificam a supressão de direitos e garantias fundamentais pautados pelo “sentimento do povo” e pela “opinião pública” – argumento muito usado pelo nazifascismo, diga-se.

Segundo explicação do jurista e camarada Rubens Casara, essa polêmica em torno da presunção de inocência é a mesma que existia na década de 40, na Itália: de um lado, os fascistas (com a posição do Barroso) e do outro os juristas democratas. A presunção da inocência, camaradas, é uma opção política: melhor deixar solto um possível culpado do que prender um possível inocente.

Fato é que hoje (22) veremos mais uma sessão patética. O STF, que deveria ser o guardião da Constituição, decidirá se o que consta na Carta Magna – a presunção de inocência e a prisão após trânsito em julgado do processo – vale ou não. Só reforça a tese de que o golpe veste toga.

 

 

 

 

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum