O que o brasileiro pensa?
30 de junho de 2020, 20h57

A volta da #VazaJato: Agência Pública e Intercept anunciam “bomba” sobre relação da PF com o FBI

Novo lote de conversas vazadas e que podem ser comprometedoras para a operação Lava Jato será divulgado nesta quarta-feira

Reprodução/The Intercept Brasil

A série de reportagens que incendiou a política brasileira no ano passado, a Vaza Jato, deve ser retomada nesta quarta-feira (1º).

A Agência Pública, em parceria com o The Intercept Brasil, anunciou pelas redes sociais, nesta terça-feira (30), que trará uma “bomba” sobre a proximidade entre a Polícia Federal e o FBI (a polícia federal estadunidense) em investigação da Lava Jato.

“Coloca o relógio para despertar bem cedo porque amanhã tem bomba da Agência Pública em parceria com o @TheInterceptBr: diálogos vazados mostram proximidade entre Polícia Federal e FBI na investigação da Lava-Jato”, escreveu o perfil da Agência Pública no Twitter.

Iniciada em junho do ano passado, a série Vaza Jato, encabeçada a princípio pelo The Intercept Brasil, trouxe à tona conversas privadas entre procuradores da Lava Jato e o ex-juiz Sérgio Moro que mostram articulações políticas e ilegais para atender a interesses políticos, como parece ter sido o caso da prisão do ex-presidente Lula.

As três primeiras matérias vieram em 9 de junho e mostraram que força-tarefa da Lava Jato atuou com o objetivo de impedir vitória eleitoral de Fernando Haddad e antecipar prisão de Lula. Além da busca por de impedir entrevista de Lula, já preso, Moro aparece orientando Dallagnol e acordado vazamento de áudio de Lula e Dilma com o procurador.

No dia 23 de junho, foi a vez da Folha de S. Paulo publicar conversas da Vaza Jato após comprovar a autenticidade do material. Nas mensagens, Moro chama o MBL de “tontos” por manifestação, o MPF aparece tentando blindar Moro de Teori Zavascki e o ex-juiz federal aparece repreendendo procuradores por “lambança”.

Saiba mais sobre a série de reportagens aqui.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum