Adélio Bispo pode ganhar liberdade quatro meses antes das eleições 2022

Adélio Bispo dos Santos foi absolvido da facada em Bolsonaro por causa de sua condição psiquiátrica, que deve ser analisada novamente por psiquiatras e psicólogos em junho de 2022

Protagonista do ato que influenciou diretamente as eleições presidenciais de 2018, tirando Jair Bolsonaro (Sem partido) dos debates, Adélio Bispo dos Santos pode ganhar a liberdade em junho de 2022, faltando quatro meses para o atual presidente tentar a reeleição, desta vez tendo Lula como adversário.

Adélio está recolhido no presídio federal de Campo Grande desde junho de 2019. Ele foi absolvido pela justiça por sua condição psiquiátrica, mas continua preso por ser considerado pessoa de alta periculosidade e sua liberdade poderia representar perigo a terceiros.

Na decisão em que determinou a internação de Adélio por tempo indeterminado, o juiz da 3ª Vara Federal de Juiz de Fora, Bruno Savino, ordenou uma reavaliação do estado mental dele depois de três anos, prazo que se encerrará em 14 de junho do ano que vem.

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR