Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
25 de julho de 2019, 17h46

Advogado afirma que Família Bolsonaro chorou ao saber da decisão em favor de Flávio no STF

Tribunal suspendeu investigações com base no compartilhamento de dados bancários sem autorização judicial, favorecendo senador filho do presidente

Na entrevista que concedeu a revista Época, dá pra perceber que Frederick Wassef é um sujeito falastrão que gosta de contar vantagem sobre o próprio sucesso. O que não dá pra negar é que foi ele o responsável pela defesa de Flávio Bolsonaro, acusado de receber parte dos salários dos servidores do seu gabinete, no período em que ainda era deputado estadual pelo Rio de Janeiro.

Baseado no pedido feito por Wassef, o presidente do Superior Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, suspendeu todas as investigações que têm como base dados bancários coletados sem autorização da Justiça. Segundo o advogado que defendeu o agora senador, toda a família do presidente Jair Bolsonaro chorou ao saber da decisão.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo.

“Tá o Brasil inteiro me ligando e me chamando de Deus! Você não tem noção! É uma bomba atômica! Amor, está comigo, te mando agora. O Flávio, o presidente, tudo infartado, chorando…”, teria dito à esposa ao telefone, antes de conceder entrevista à publicação semanal.

“Existe inquérito? Não. Diligências, provas, testemunhas? Não. O que tem é um contêiner de papel com movimentações financeiras, é o que existe. O senador foi indiciado ou denunciado? Não. Só números e trocas de informações de atividade financeira. Não existe nada”, argumentou Frederick Wassef.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum