Fórumcast, o podcast da Fórum
23 de dezembro de 2017, 14h27

Afro-X: “denúncia de que eu sequestraria o prefeito Orlando Morando é forjada para me pressionar”

A convocação, segundo ele absurda, é mais um ato de intimidação que está sofrendo das autoridades da cidade da cidade, após ter o seu evento “Natal Solidário no Calux” ser proibido pela justiça, a pedido da prefeitura e do Ministério Público

A convocação, segundo ele absurda, é mais um ato de intimidação que está sofrendo, após ter o seu evento “Natal Solidário no Calux” ser proibido pela justiça, a pedido da prefeitura e do Ministério Público

Da Redação

O rapper Afro-X e o seu irmão Bad foram chamados a depor na sede do Delegacia Anti-Sequestro de São Bernardo do Campo (SP), após uma denúncia anônima de que estariam tramando o sequestro do prefeito Orlando Morando. A convocação, segundo Afro-X absurda, é mais um ato de intimidação que estão sofrendo das autoridades da cidade, após o evento “Natal Solidário no Calux – Rap Pela Paz”, promovido por ele, o rapper Bad e a comunidade da Jardim Calux, ser proibido pela justiça, a pedido da prefeitura e do Ministério Público.

A repercussão da proibição foi grande e, de acordo com Afro-X, isso está incomodando. Várias pessoas se manifestaram contra, como a produtora Paula Lavigne, Mano Brown, dos Racionais MC’s e também o Cascão, do Trilha Sonora do Gueto, que fez um vídeo convocando uma manifestação para este sábado (23), que viralizou. Veja detalhes sobre a manifestação abaixo.

“Primeiro eles vieram com uma viatura para eu comparecer na delegacia para saber sobre a proibição do evento”, conta Afro-X e acrescenta que para se proteger acionou o Instituto de Defesa dos Direitos de Defesa (IDDD), as Mães de Maio, que reúne familiares de vítima de violência estatal no estado de São Paulo e a Rede de Combate ao Genocídio. “Diante disso, eles forjaram uma denúncia anônima de que eu estaria planejando o sequestro do prefeito. Eles querem de qualquer maneira que eu desista. E é por isso que venho a público avisar que se acontecer qualquer coisa comigo ou com a minha família a imprensa está avisada”.

“Natal Solidário no Calux – Rap Pela Paz”

O evento, que aconteceria no Jardim Calux, em São Bernardo do Campo, no último domingo (17), foi proibido pela justiça a pedido do prefeito Orlando Morando (PSDB) e da promotora Regina Célia Damasceno, os mesmos que impediram Caetano Veloso de cantar na ocupação “Povo Sem medo”, do MTST. Os organizadores respeitaram o veto e não realizaram o evento. A comunidade, no entanto, de acordo com informações, ficou revoltada com a proibição.

Por conta da proibição, a comunidade do Jardim Calux e os rappers da região farão neste sábado (23), a partir das 16h, uma grande arrecadação de alimentos seguida de manifestação dos moradores contra a proibição do Natal Solidário.

Nos materiais de divulgação, os moradores do Jardim Calux divulgaram um manifesto:

A comunidade muitas vezes é esquecida na hora de receber investimentos nos direitos ao lazer, saúde, esporte e educação e lembrada somente na hora de ser criminalizada. Apesar dos governos ausentes pra garantir nossos direitos a comunidade sempre garantiu de forma autônoma o esporte, a cultura e o lazer por exemplo com as ações Rap pela Paz Natal Solidário, Além da Tinta, Rap na Qbrada, Copa Calux de futebol, A Arte Vive, entre outras, e apesar de termos sofrido diversas vezes censuras de nossas atividades viemos mostrar que o Calux tem voz e se importa com o próximo.

Venha somar no Calux tem voz e solidariedade.

Traga 1kg de alimento pra ajudar a melhorar o natal de muitas famílias.

Local: Rua Carlos Drummond de Andrade s/n Horário: 16hs

#Nenhumdireitoamenos #NosPorNos #OCALUXTEMVOZ

Foto: Reprodução YouTube


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum