Fórum Educação
12 de dezembro de 2019, 11h30

Agronegócio de Bolsonaro é visto como vilão em COP-25 e ruralistas reclamam de falta de diálogo

Reações negativas revelam preocupação com a forma que o Brasil tem encarado questões do meio ambiente, em especial o desmatamento

Reprodução/COP25

Parlamentares e representantes de associações do agronegócio brasileiro, em viagem à COP-25, conferência da ONU sobre mudanças climáticas, reclamam de certo “constrangimento” perante os demais países participantes. As reações internacionais negativas revelam preocupação com a forma que o Brasil tem encarado questões do meio ambiente, em especial o desmatamento, vinculado às exportações de madeira, soja, gado e cana-de-açúcar.

Durante o evento, que termina nesta sexta-feira (13), em Madri, deputados ruralistas afirmaram à Folha de S.Paulo que não conseguiram realizar nenhuma reunião bilateral com outros países. Outros representantes do setor confirmaram a informação.

“É uma dificuldade que nós temos como parlamentares de fazer negociações”, justificou Zé Silva (Solidariedade-MG). No entanto, parlamentares ligados a questões do meio ambiente conseguiram abertura com países europeus O deputado federal Rodrigo Agostinho (PSB-SP), presidente da Comissão de Meio Ambiente da Câmara, conta ter realizado bilaterais com parlamentares de dez países europeus, entre eles Suécia, Alemanha, Holanda e Espanha.

A imagem do país como “vilã” do meio ambiente nem sempre foi vista desta forma. Em outras edições da COP, o Brasil era referência em soluções climáticas, em especial quando o tema envolvia biocombustíveis e etanol, utilizados como substitutos no curto prazo dos combustíveis fósseis.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum