Fórum Educação
30 de agosto de 2018, 22h48

“Ainda faltam Kim e Holiday publicarem nosso direito de resposta”, diz advogado de Jaques Wagner

Pedro Scavuzzi de Carvalho, coordenador jurídico da campanha do petista ao Senado na Bahia, afirma que não cabe mais recurso da decisão; página do MBL no Facebook já cumpriu, seus dois integrantes ainda não

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

“Os perfis do MBL e de seus integrantes têm praticado fake news de forma corrente. Todavia, a Justiça Eleitoral é ágil e visa reparar os danos ao candidato em eleição, no caso, Jaques Wagner. Por isso, a gente conseguiu o direito de resposta muito rápido”, afirmou Pedro Scavuzzi de Carvalho, advogado e coordenador jurídico das campanhas de Wagner, candidato ao Senado, e de Rui Costa, à reeleição ao governo da Bahia, ambos do PT.

Scavuzzi informa que o direito de resposta já foi exercido em parte. “Publicaram no Facebook do MBL, mas ainda faltam o do Kim Kataguiri e do Fernando Holiday, que também postaram a fake news. A determinação vale para os três e a gente vai requer o cumprimento disso. É importante informar que a decisão já foi transitada em julgada, ou seja, não cabe mais recurso”, explica.

Scavuzzi: “A decisão já foi transitada em julgada, ou seja, não cabe mais recurso” – Foto: Arquivo pessoal

“A gente entrou com uma ação contra Kim Kataguiri, Fernando Holiday e o MBL por prática de fake news nos perfis deles. O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia deferiu o nosso direito de resposta. Eles imputaram a Wagner uma informação inverídica: supostamente, o senador estaria recebendo vaias no Shopping Barra de Salvador, quando, na verdade, nunca aconteceu tal fato. Jaques Wagner nunca foi vaiado, esse evento nunca aconteceu. Em função disso, nós entramos com o pedido de direito de resposta para que fosse reparada a fake news que eles publicaram”, explica o advogado.

O Tribunal Regional Eleitoral (TER) da Bahia julgou procedente a solicitação, determinando que as páginas dos três (MBL, Kataguiri e Holiday) no Facebook publicassem o direito de resposta. “Isso faz justiça ao senador Jaques Wagner e comprova que ele foi alvo de inverdades nesses perfis”, completa Scavuzzi.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum