Alcolumbre endossa crítica a Salles e diz que ofensa a Ramos “só apequena o governo”

Mais cedo, Rodrigo Maia também criticou o ministro do Meio Ambiente e disse que ele “resolveu destruir o próprio governo”

Logo após o ataque de Rodrigo Maia (DEM-RJ) ao ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), também foi às redes sociais neste sábado (24) para criticar o chefe da pasta e sair em defesa do ministro-chefe da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos.

No Twitter, Alcolumbre disse que o ataque de Salles a Ramos não é “saudável” e atitude “apequena o governo”. “Sem entrar no mérito da questão, faço duas ressalvas.1.Como chefe do Legislativo, registro a importância do @MinLuizRamos na relação institucional com o Congresso.2.Não é saudável que um ministro ofenda publicamente outro ministro. Isto só apequena o governo e faz mal ao Brasil”, disse Alcolumbre.

Nesta semana, Salles chamou Ramos de “Maria Fofoca” nas redes sociais. A origem do conflito foi uma nota que a jornalista Bela Megale havia publicado em sua coluna no jornal O Globo. Nela, ela escreve que Salles estava “esticando a corda” com a ala militar do governo ao suspender o combate às queimadas.

Já Maia adotou um tom mais agressivo em relação ao ministro do Meio Ambiente. “O ministro Ricardo Salles, não satisfeito em destruir o meio ambiente do Brasil, agora resolveu destruir o próprio governo”, escreveu no Twitter.

A publicação de Salles contra Ramos ganhou apoio de bolsonaristas nas redes sociais, incluindo do filho 03 do presidente, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

Avatar de Luisa Fragão

Luisa Fragão

Jornalista.