O que o brasileiro pensa?
13 de janeiro de 2020, 18h21

Além do PSDB, “príncipe” e pastor também ficam irritados com indicação de Democracia em Vertigem

Feliciano, Orleans Bragança e outros bolsonaristas condenaram a indicação do documentário ao prêmio mais cobiçado do cinema

Foto: Reprodução

A indicação de “Democracia em Vertigem” ao Oscar na categoria de Melhor Documentário irritou diversos seguimentos da direita brasileira. Parlamentares ligados a igrejas evangélicas, ao bolsonarismo e até ao monarquismo usaram as redes sociais nesta segunda-feira (13) para condenar o reconhecimento da obra dirigida pela cineasta Petra Costa por parte da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas.

Depois do PSDB debochar do documentário e ser criticado nas redes por dizer que a produção se trata de uma obra de ficção, o secretário Especial de Cultura do governo Bolsonaro, Rodrigo Alvim, fez o mesmo e abriu margem para uma sequência de parlamentares bolsonaristas aderirem à mesma tese – sem provavelmente terem assistido à obra.

“Concordo totalmente com nosso secretário especial da cultura, Roberto Alvim, o filme Democracia em vertigem deveria estar na categoria de ficção e não de documentário. Os fatos parecem ser verídicos mas a narrativa é toda petista”, publicou a deputada federal Bia Kicis (PSL-DF).

O deputado federal “príncipe” Luiz Philippe de Orléans e Bragança (PSL-SP) também criticou a obra e criou uma teoria conspiratória. “No julgamento do impeachment da Dilma no Senado em 2016 presenciamos a equipe de filmagem do ‘Democracia em Vertigem’ em ação. Eles capturavam as imagens e diálogos com já com a expectativa de impeachment e de prisão do ex-presidiário. Nada como ter tudo planejado”, tuitou o parlamentar, que se diz herdeiro do extinto trono da família real no Brasil.

O pastor Marco Feliciano, que também é deputado federal e foi expulso do seu antigo partido (Podemos) por ser bolsonarista, foi outro que demonstrou indignação com a indicação do filme. “A indicação ao Oscar de Democracia em Vertigem só mostra o qto a esquerda mundial está apavorada com a onda conservadora, com o governo do PR Jair Bolsonaro! O que farão se o mais importante país da América Latina tiver um governo liberal-conservador de sucesso?”, declarou, logo após fazer um tuíte dizendo que a nomeação era “um acinte ao povo brasileiro”.

https://twitter.com/lpbragancabr/status/1216797778233315328

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum