quinta-feira, 24 set 2020
Publicidade

Alexandre Frota ganha briga na Justiça e tira marca MBL de Kim e Holiday

Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

Alexandre Frota, deputado federal pelo PSL-SP, e seu sócio, o empresário Vinicius Aquino, conseguiram o registro da marca Movimento Brasil Livre (MBL). O processo administrativo tramitava havia um ano no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi). A decisão é definitiva, de acordo com informações de Vinicius Segalla, da Carta Capital.

Dessa forma, encerra-se o pedido por propriedade da marca feito pelo grupo formado pelo deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP), o empresário Alexandre Santos (Salsicha) e o vereador Fernando Holiday (DEM-SP).

A solicitação buscava relacionar o MBL à associação Movimento Renovação Liberal (MRL), que pertence à família Santos. Eles esperavam que o Inpi assegurasse a propriedade da logomarca e do nome do movimento ao grupo.

“Novo MBL”

Vinicius Aquino garante que ele e um grupo de Alagoas são os verdadeiros criadores do MBL. Por isso, fundou, em 2018, a Associação Movimento Brasil Livre, registrada em CNPJ, e se juntou a Alexandre Frota para tocar o “novo MBL”.

Ao mesmo tempo, brigava para obter no Inpi a propriedade do nome e da marca do movimento. Agora, tem dois meses para pagar os valores pela concessão do registro e se tornar o detentor dos logos do movimento, sendo o proprietário exclusivo de todos os direitos da marca, ao lado de seu sócio.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.