Fórumcast, o podcast da Fórum
19 de setembro de 2019, 12h17

Alvo da PF, líder de Bolsonaro no Senado diz que deixa seu cargo à disposição do presidente

"Tomei a iniciativa de colocar à disposição o cargo de líder do governo para que o governo possa fazer uma avaliação se não seria o momento de proceder uma nova escolha ou não", disse o senador

Bolsonaro e Fernando Bezerra (Reprodução)

O senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), principal articulador do presidente Jair Bolsonaro (PSL) na Casa, disse que vai deixar seu cargo à disposição do governo para que avalie a escolha, ou não, de um novo interlocutor. O senador foi alvo de uma operação de busca e apreensão conduzida pela Polícia Federal na manhã desta quinta-feira (19) em Brasília.

INSCREVA-SE para receber conteúdos exclusivos da entrevista do Rovai com o presidente Lula

Bezerra disse que conversou sobre o tema com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e com o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. “Tomei a iniciativa de colocar à disposição o cargo de líder do governo para que o governo possa, ao longo dos próximos dias, fazer uma avaliação se não seria o momento de proceder uma nova escolha ou não”, contou.

A ação se baseia em inquérito que apura irregularidades em obras da transposição do Rio São Francisco. Bezerra foi ministro da Integração no governo da ex-presidente Dilma Rousseff.

O filho do senador, o deputado Fernando Coelho Filho (DEM-PE), também é alvo da ação. Bezerra se aproximou de Bolsonaro e assumiu a liderança do governo no Senado como demonstração de apoio do MDB ao governo.

Bezerra disse estar à disposição das autoridades para prestar esclarecimentos e disse que houve excesso na decisão judicial que autorizou a operação. “Não havia nenhuma necessidade dessas diligências nas minhas residências e nos meus locais de trabalho”, disse o senador.

Com informações da Folha de S.Paulo.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum