Fórumcast, o podcast da Fórum
24 de julho de 2019, 09h15

Alvo de bolsonaristas, Glenn recebe apoio e amanhece nos TTs do Twitter

Glenn lembrou pelo Twitter que “O jornalismo mais importante nas últimas décadas foi feito com fontes que obtiveram provas de corrupção sem autorização: os Papeis do Pentágono, Watergate, abusos da Guerra ao Terror, espionagem da NSA, crimes expostos pelo NYT/WP”

Foto: Reprodução/Youtube

O Editor do The Intercept Brasil, Glenn Greenwald, amanheceu entre os primeiros lugares do Trend Topics do Twitter, esta quarta-feira (24), em função da prisão, nesta terça-feira, dos supostos hackers que teriam vazado as conversas de Telegram entre o ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sérgio Moro, e procuradores federais.

Diversos internautas defendem enquanto outros pedem a prisão do jornalista. Glenn, por sua vez, lembrou no Twitter que “o jornalismo mais importante nas últimas décadas foi feito com fontes que obtiveram provas de corrupção sem autorização: os Papeis do Pentágono, Watergate, abusos da Guerra ao Terror, espionagem da NSA, crimes expostos pelo NYT/WP etc.”.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo.

“O jornalismo mais importante nas últimas décadas foi feito com fontes que obtiveram provas de corrupção sem autorização: os Papeis do Pentágono, Watergate, abusos da Guerra ao Terror, espionagem da NSA, crimes expostos pelo NYT/WP, etc. Nada desculpa da má conduta de Moro/Deltan”

A Polícia Federal deflagrou, neste terça-feira, uma mega operação em Araraquara (SP) com agentes vindos diretamente de Brasília. O site A Cidade On, site da região que faz parte do Grupo EP, que reúne veículos como EPTV (filiada da Globo no interior paulista), CBN e Jovem Pan, apurou que o objetivo era encontrar provas e suspeitos de terem invadido celulares de autoridades e vazado conversas do aplicativo Telegram.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum