Fórumcast, o podcast da Fórum
16 de julho de 2019, 18h48

Ameaças de morte de bolsonaristas fazem Feira do Livro em SC cancelar participação de Miriam Leitão

Um abaixo-assinado criado por apoiadores de Jair Bolsonaro em Jaraguá do Sul (SC) e ameaças de morte nas redes sociais fizeram a organização da Feira do Livro na cidade cancelar a participação da jornalista no evento; em nota, organizadores lamentaram o ocorrido e informaram que temem pela integridade física de Miriam Leitão

Míriam Leitão. Foto: Reprodução TV Globo

A organização da 13ª Feira do Livro de Jaraguá do Sul (SC) anunciou, nesta terça-feira (16), que cancelou a participação da jornalista Miriam Leitão no envento por conta de protestos da população local. A participação do sociólogo Sérgio Abranches foi cancelada pelo mesmo motivo.

Desde segunda-feira (15), quando as presenças de Miriam e Abranches foram anunciadas, defensores de Jair Bolsonaro começaram a fazer pressão contra a participação dos dois no evento através das redes sociais, inclusive com ameaças de morte. Além dos comentários nas redes, os bolsonaristas criaram um abaixo-assinado que já reúne mais de 3 mil assinaturas.

No texto do abaixo-assinado, os signatários afirmam que repudiam a presença de Miriam Leitão na Feira do Livro por causa de seu “viés ideológico e posicionamento”.

Leitão, entre jornalistas da mídia tradicional, é um dos principais alvos das milícias virtuais bolsonaristas, que acusam a analista política da GloboNews de ser “esquerdista”.

Em nota, a organização do evento lamentou a decisão de cancelar a participação da jornalista e do sociólogo, informando que teme pela integridade física de ambos.

“Nunca, em toda sua história, a festa da literatura foi atacada pela escolha de seus convidados”, diz a nota.

Ao site NSC total, também por meio de nota, a organização da Feira do Livro detalhou a decisão. “A Feira do Livro sempre foi um evento para as crianças e para famílias. Por causa da característica truculenta, intimidadora e ameaçadora de mensagens recebidas, decidimos cancelar parte da programação para proteger a integridade física dos convidados e o bem estar do público”.

 


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum