Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
16 de julho de 2019, 18h48

Ameaças de morte de bolsonaristas fazem Feira do Livro em SC cancelar participação de Miriam Leitão

Um abaixo-assinado criado por apoiadores de Jair Bolsonaro em Jaraguá do Sul (SC) e ameaças de morte nas redes sociais fizeram a organização da Feira do Livro na cidade cancelar a participação da jornalista no evento; em nota, organizadores lamentaram o ocorrido e informaram que temem pela integridade física de Miriam Leitão

Míriam Leitão (Foto: Reprodução TV Globo)

A organização da 13ª Feira do Livro de Jaraguá do Sul (SC) anunciou, nesta terça-feira (16), que cancelou a participação da jornalista Miriam Leitão no envento por conta de protestos da população local. A participação do sociólogo Sérgio Abranches foi cancelada pelo mesmo motivo.

Desde segunda-feira (15), quando as presenças de Miriam e Abranches foram anunciadas, defensores de Jair Bolsonaro começaram a fazer pressão contra a participação dos dois no evento através das redes sociais, inclusive com ameaças de morte. Além dos comentários nas redes, os bolsonaristas criaram um abaixo-assinado que já reúne mais de 3 mil assinaturas.

No texto do abaixo-assinado, os signatários afirmam que repudiam a presença de Miriam Leitão na Feira do Livro por causa de seu “viés ideológico e posicionamento”.

Leitão, entre jornalistas da mídia tradicional, é um dos principais alvos das milícias virtuais bolsonaristas, que acusam a analista política da GloboNews de ser “esquerdista”.

Em nota, a organização do evento lamentou a decisão de cancelar a participação da jornalista e do sociólogo, informando que teme pela integridade física de ambos.

“Nunca, em toda sua história, a festa da literatura foi atacada pela escolha de seus convidados”, diz a nota.

Ao site NSC total, também por meio de nota, a organização da Feira do Livro detalhou a decisão. “A Feira do Livro sempre foi um evento para as crianças e para famílias. Por causa da característica truculenta, intimidadora e ameaçadora de mensagens recebidas, decidimos cancelar parte da programação para proteger a integridade física dos convidados e o bem estar do público”.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum