Amoêdo explica ao Novo porque desistiu da presidência: “falta unidade e transparência”

O empresário, que tem adotado discurso duro contra Bolsonaro, enquanto a bancada do partido é uma das mais alinhadas com governo, enviou carta aberta ao partido. Leia aqui

O ex-candidato à presidência João Amoêdo (Novo-RJ) publicou em sua conta do Twitter, nesta sexta-feira (10), mensagem que enviou aos membros da convenção nacional do seu partido, onde justifica a desistência de disputar as eleições de 2022.

A decisão de Amoêdo ocorreu depois que uma ala do partido resolveu lançar o deputado Tiago Mitraud (Novo-MG) como pré-candidato ao Planalto, o que obrigaria os dois a disputarem internamente a vaga para a corrida presidencial.

Defensor da privatização do SUS, Amoêdo toma vacina contra Covid na rede pública e é ironizado: “Pagou ou foi estatal?”

Partido Novo lança pré-candidatura de Amoêdo, que critica nomeação de Pazuello por Bolsonaro

João Amoêdo leva invertida até do perfil satírico Coronel Siqueira

Ao justificar sua desistência, Amoêdo reclamou da falta de unidade e transparência da legenda.

Amoêdo tem adotado discurso duro contra o presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido), defendendo o seu impeachment. A bancada do Novo, no entanto, é uma das mais alinhadas ao Planalto nas votações, conforme mostra o Radar do Congresso, ferramenta do Congresso em Foco que monitora o índice de governismo dos parlamentares.

Veja a mensagem de Amoêdo abaixo:

Mensagem que enviei hoje (10/06) aos membros da Convenção Nacional: ‘Após avaliar os acontecimentos subsequentes ao anúncio da minha candidatura em 01/06 decidi declinar ao convite anteriormente recebido.

Na minha avaliação, a ausência de um posicionamento transparente, firme e célere da instituição, neste processo, demonstrou a falta de unidade do NOVO quanto ao propósito para 2022.

Muito me orgulharia representar o NOVO nesse momento tão importante para o nosso país, mas não há como iniciar essa dura caminhada sem a condição por mim citada quando da aceitação desse convite ‘mas aceito essa tarefa confiando que trabalharemos como um time, com resiliência, alinhamento, humildade e coerência, dentro dos princípios, valores e propósitos que justificaram a fundação do NOVO.’

Continuarei trabalhando na construção de um País melhor para todos.

Avatar de Julinho Bittencourt

Julinho Bittencourt

Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.