Fórumcast, o podcast da Fórum
09 de setembro de 2019, 11h19

Antes da denúncia no Fantástico, deputado acusado de golpe disse que foi vítima de “milícia virtual”

Acusação foi feita à Delegacia de Repressão a Crimes Cibernéticos do DF, que investiga tentativas de extorsão da suposta "milícia virtual"

Foto: Reprodução YouTube

Antes que o caso viesse à tona na edição do Fantástico deste domingo (8), a Delegacia de Repressão a Crimes Cibernéticos (DRCC) da Polícia Civil do Distrito Federal já havia instaurado um inquérito para investigar uma suposta organização criminosa que teria ameaçado extorquir o deputado federal Luis Miranda (DEM-DF). De acordo com a Polícia Civil do Distrito Federal, o deputado disse ser vítima de uma “milícia virtual”.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

De acordo com reportágem do Metrópoles, quatro integrantes do grupo foram indiciados por extorsão, difamação, incitação ao crime e organização criminosa. De acordo com o inquérito, eles foram localizados nos Estados Unidos e no Brasil, nas cidades do Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília. Outros 18 suspeitos ainda não identificados permanecem alvos da apuração da PCDF. No entanto, ao menos 25 pessoas acusam o deputado federal Luis Miranda de aplicar golpes milionários depois que elas aceitaram se tornar sócias dele em supostos negócios no Estados Unidos.

Nas conversas gravadas, os suspeitos exigiam o pagamento de R$ 760 mil em troca da promessa de cessar publicações produzidas por um grupo de youtubers contra o deputado. As investigações apontam que o grupo, batizado como “Youtubers pelo Mundo”, se organizou para extorquir Luis Miranda. Entre os principais integrantes da “milícia”, a polícia identificou quatro pessoas que movimentariam o esquema de extorsão de forma mais contundente.

Luis Miranda relatou também em depoimento que Daniel Mogendorff, preso nessa quinta-feira (5) pela PCDF, o procurou para oferecer uma espécie de “serviço de blindagem” com duração de um ano para que nenhum youtuber do grupo publicasse vídeos que denegrissem a imagem do parlamentar. Para isso, o político deveria desembolsar US$ 120 mil.

Isso a Globo não mostra

Durante a entrevista com o Fantástico, o parlamentar surtou e saiu em defesa de Jair Bolsonaro ao ser indagado quem seriam “os bandidos da base do governo”, que teria citado em vídeo nas redes sociais. “O presidente Bolsonaro vem sofrendo uma desconstrução pela Rede Globo, tentando fazer seu melhor. Vocês deixam o cara já doido. O governo Bolsonaro está sendo desconstruído porque vocês praticam um verdadeiro crime contra a imagem do cara. Deixa o cara trabalhar”, disse Luis Miranda, transtornado ao repórter do Fantástico, Maurício Ferraz, desafiando “a Globo a pagar sua dívida com a sociedade”.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum