Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
25 de novembro de 2018, 15h48

Antes da posse, deputado que quebrou placa de Marielle entra em escola e intimida diretora

Em nota publicada neste domingo (25), a Associação Petropolitana dos Estudantes (APE) repudia as declarações do "aspirante a deputado", que "de forma lamentável, fez um vídeo ofensivo contra professores e contra a diretora do Colégio Estadual Dom Pedro II em Petrópolis, falando sobre coisas as quais nem conhece. Copiando uma prática idêntica daqueles que o apoiam, ao propagar mentiras e em tom de ameaça".

Antes mesmo de tomar posse, mas já falando como deputado federal – “com vertente conservadora, que combate a ideologia socialista comunista” -, Daniel Silveira (PSL/RJ), que quebrou a placa em homenagem à vereadora Marielle Franco (PSol) durante a campanha, entrou no Colégio Estadual Dom Pedro II, em Petrópolis (RJ), e depois gravou vídeo com ameaças contra a diretora da escola neste sábado (24).

“Se você tem todo esse medo (que eu frequente a sua escola), isso me cheira à merda. E se me cheira à merda, eu vou fazer um favor a você, que será uma das minhas primeiras auditadas. Vou solicitar uma auditoria na sua escola desde o princípio de sua gestão, para ver se está tudo certinho e ver se você detém a moralidade da maneira como você diz que detém”, ameaçou o deputado eleito, dizendo que a diretora teria entregue há 2 anos a chave da escola para “vagabundos da esquerda tomarem a escola e atrapalharem as aulas”.

Silveira diz que “o marxismo cultural não será implantado” e que “iremos criminalizar e punir qualquer diretor ou professor que esteja doutrinando adolescentes em escolas com a ideologia socialista/comunista”.

Em nota publicada neste domingo (25), a Associação Petropolitana dos Estudantes (APE) repudia as declarações do “aspirante a deputado”, que “de forma lamentável, fez um vídeo ofensivo contra professores e contra a diretora do Colégio Estadual Dom Pedro II em Petrópolis, falando sobre coisas as quais nem conhece. Copiando uma prática idêntica daqueles que o apoiam, ao propagar mentiras e em tom de ameaça”.

Segundo a associação, um movimento de ocupação da escola aconteceu, de forma pacífica, justamente porque os alunos encontravam-se insatisfeitos com o momento de crise e sucateamento na rede estadual de ensino. “Ficamos no Colégio Estadual Dom Pedro II por 21 dias, cuidando da escola e realizando diversas atividades ao longo de nossa estadia, vocês podem conferir tudo na página mencionada acima”.

Segundo os estudantes, durante a ocupação todas as demandas eram tratadas diretamente com representantes da Secretaria de Educação do estado. “A informação de que a diretora do colégio nos entregou a chave da escola É MENTIRA”.

A associação ainda criticou a postura de Silveira. “Diante dos fatos, fica nítido que esse sujeito não conhece quais são as responsabilidades e deveres de um deputado federal. Precisamos dizer que você não é deputado federal ainda, você precisa tomar posse e isso será feito somente ano que vem. E, quando for, verá que não possui os ‘superpoderes'”.

Leia a íntegra da nota na página da Associação (abaixo).


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum