O que o brasileiro pensa?
25 de maio de 2020, 22h14

Ao assumir TSE, Barroso critica “milícias digitais”e fala sobre desafio das fake news

O ministro assume a presidência do Tribunal em um momento em que os pedidos de cassação da chapa Bolsonaro-Mourão se intensificam

Foto: Nelson Jr./SCO/STF

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, assumiu a presidência do Tribunal Superior Eleitoral nesta segunda-feira (25) e fez um duro discurso exaltando o papel das instituições.

Barroso dedicou uma boa parte da sua fala para o desafio da Justiça Eleitoral em combater as fake news. “Uma das grandes preocupações da Justiça Eleitoral são as chamadas fake news ou, mais apropriadamente, as campanhas de desinformação, difamação e de ódio”, declarou.

O ministro exalta o papel da internet no pluralismo das ideias, mas destaca que “a atuação pervertida de milícias digitais” dissemina o ódio e a radicalização. “São terroristas virtuais que utilizam como tática a violência moral, em lugar de participarem do debate de ideias de maneira limpa e construtiva”, afirmou.

Há pelo menos duas ações em tramitação no TSE que pedem a cassação da chapa de Bolsonaro em razão de campanha de fake news promovida por empresários ligados ao então candidato. Com a apresentação de diversos pedidos de impeachment contra o presidente na Câmara dos Deputados e novos pedidos de cassação apresentados à Corte, a pressão sobre o Tribunal aumentou.

Sem citar os ataques de apoiadores do presidente – que tem pregado intervenção militar -, a ameaça do ministro general Augusto Heleno, do GSI, e à fala do ministro Abraham Weitraub, da Educação, considerada criminosa, Barroso pregou respeito à Constituição e ao STF.

“Hoje, vivemos sob o reinado da Constituição, cujo intérprete final é o Supremo Tribunal Federal. Como qualquer instituição em uma democracia, o Supremo está sujeito à crítica pública e deve estar aberto ao sentimento da sociedade. Cabe lembrar, porém, que o ataque destrutivo às instituições, a pretexto de salvá-las, depurá-las ou expurgá-las, já nos trouxe duas longas ditaduras na República”. declarou.

Leia aqui o discurso da posse de Barroso na íntegra


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum