Fórumcast, o podcast da Fórum
10 de agosto de 2018, 01h20

Ao fim do debate, Bolsonaro e Cabo Daciolo foram os mais procurados nas redes

Dados do Google Trends mostram ainda que Marina Silva e Geraldo Alckmin foram os nomes menos procurados nas redes durante o debate da Band

Reprodução

Relatório do Google Trends, que monitora as palavras chaves buscadas no Google, mostra que, ao final do debate entre presidenciáveis da Band, na noite desta quinta-feira (9), os nomes dos candidatos Jair Bolsonaro (PSL) e Cabo Daciolo (Patriota) foram os mais procurados nas redes.

O nome de Bolsonaro, segundo colocado nas pesquisas de intenção de voto, atrás de Lula, representou no último bloco do debate 24% das buscas. Já o nome de Cabo Daciolo, que sequer aparece nas pesquisas de intenção de voto, correspondeu a 22% das buscas, muito por conta de sua performance que mais se assemelhou a uma pregação religiosa e informações imprecisas, como a do número de sonegadores no Brasil ou sobre os “planos” do Foro de São Paulo.

Ciro Gomes manteve certa estabilidade nas buscas e seu nome ficou em terceiro lugar entre os mais buscados nas redes ao fim do debate, com 14%. Ele é seguido por Álvaro Dias (Podemos) e Guilherme Boulos (PSOL), que representam, ambos, 13% das buscas.

Os candidatos menos procurados nas redes sociais foram Geraldo Alckmin (PSDB) e Henrique Meirelles (MDB), ambos com 5%. Marina Silva amargou na posição de candidata que despertou menos interesse nos internautas – ela representou, ao final do encontro entre presidenciáveis, apenas 4% das buscas.

Os dados são atualizados em tempo real.


 

Confira mais dados sobre as buscas relacionadas ao debate aqui.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum