segunda-feira, 21 set 2020
Publicidade

Apesar das críticas nas redes sociais, Bolsonaros votaram a favor de contratação de presos

Jogando para a torcida: nesta quarta-feira (25), o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) criticou nas redes sociais o decreto assinado pela presidente em exercício, Cármen Lúcia, regulamentando a contratação de detentos por empresas. Segundo o decreto, a Administração Pública pode exigir, em editais de licitação, a contratação de um número mínimo de detentos ou ex-detentos.

No entanto, no Plenário, a postura dos dois deputados do PSL foi bem diferente. Tanto Jair quanto Eduardo Bolsonaro (ambos do PSL-RJ) votaram a favor da Lei 13.500, de 2017, que regulamentou a lei de licitações.

Segundo levantamento feito pelo jornal o Estado de São Paulo, o PSL, apesar de adotar fortemente o discurso anticorrupção, é a legenda mais fiel ao governo Temer – apoiou o governo em 66% das votações no Plenário da Câmara.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.