Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
26 de julho de 2018, 13h34

Apesar das críticas nas redes sociais, Bolsonaros votaram a favor de contratação de presos

Hipocrisia é o lema dos Bolsonaro: apesar de criticaram a contratação de presidiários nas redes sociais, Jair e Eduardo Bolsonaro apoiaram a medida, editada pelo governo Temer

(Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

Jogando para a torcida: nesta quarta-feira (25), o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) criticou nas redes sociais o decreto assinado pela presidente em exercício, Cármen Lúcia, regulamentando a contratação de detentos por empresas. Segundo o decreto, a Administração Pública pode exigir, em editais de licitação, a contratação de um número mínimo de detentos ou ex-detentos.

No entanto, no Plenário, a postura dos dois deputados do PSL foi bem diferente. Tanto Jair quanto Eduardo Bolsonaro (ambos do PSL-RJ) votaram a favor da Lei 13.500, de 2017, que regulamentou a lei de licitações.

Segundo levantamento feito pelo jornal o Estado de São Paulo, o PSL, apesar de adotar fortemente o discurso anticorrupção, é a legenda mais fiel ao governo Temer – apoiou o governo em 66% das votações no Plenário da Câmara.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum