O que o brasileiro pensa?
15 de junho de 2019, 13h32

Após ameaças, Bolsonaro manda milícia digital cobrar senadores sobre decreto das armas

Presidente utilizou o Twitter para instigar seus apoiadores

Depois das queixas do presidente do Senado Davi Alcolumbre (DEM-AP) fez no Twitter para denunciar os ataques que os parlamentares que votaram contra o decreto que flexibiliza a posse de armas vêm sofrendo, Jair Bolsonaro usou a mesma rede social para convocar os seus seguidores para permanecerem fazendo pressão sobre o tema.

O presidente da república postou na manhã deste sábado o pedido para que cada seguidor cobre o senador do seu estado. “A CCJ do Senado decidiu revogar nossos decretos sobre CACs e posse de armas de fogo. Na terça (18), o PL será votado no plenário. Caso aprovado, perdem os CACs e os bons cidadãos, que dificilmente terão direito de comprar legalmente suas armas. Cobrem os senadores do seu Estado.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

Alcolumbre relatou nas redes sociais que senadores estavam sendo vítimas de ataques nas redes sociais e que iria tomar providências sobre o caso. “ Como presidente do Congresso, tomarei as providências necessárias para garantir a proteção e a liberdade de expressão constitucional e política de cada legislador”, publicou o presidente do Senado.

“Vou achar muito civilizado quando um bandido enfiar uma bala na sua cara ou de alguém de sua família. Foda-se o povo, né! Você tem segurança seu fdp”, diz uma mensagem enviada ao senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) através das redes sociais


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum