sábado, 19 set 2020
Publicidade

Após briga, Regina Duarte demite “reverenda” ligada à igreja de Damares Alves

A atriz Regina Duarte, secretária de Cultura do governo Bolsonaro, determinou nesta sexta-feira (7) a exoneração da pastora Jane Silva, que atuava como número dois da Secretaria Especial da Cultura.

A decisão foi confirmada pelo ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, a quem a pasta está vinculada.

Criticada pelos filhos João e Gabriela Duarte e pelos irmãos por ter dito “sim” ao “casamento” com Jair Bolsonaro, Regina Duarte viveu seus primeiros atritos na Secretaria de Cultura do governo.

Nesta semana, a atriz começou a se desentender com a principal assessora, a chamada reverenda Jane Silva, que quis exonerar funcionários e tomar decisões sem falar com a chefe.

Secretária-adjunta, Janicia Ribeiro Silva, que é conhecida como “reverenda” na Igreja Batista da Lagoinha, também frequentada pela ministra Damares Alves, foi escalada para ser a sombra de Regina e tem passado por cima da atriz nas atribuições da pasta.

As críticas que a atriz recebeu da família foi justamente em relação a isso. Segundo a revista Veja, Regina tem fama de “avoada” e coração mole e estaria habituada passar horas a fio nas redes sociais, vendo vídeos e memes. O receio dos filhos e dos irmãos é que ela não aguente a guerra política no Planalto.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.