Fórumcast, o podcast da Fórum
07 de setembro de 2019, 17h15

Após censurar apostilas por “ideologia de gênero”, Doria diz que Crivella “exagerou” em ação na Bienal

Fala do governador é contraditória, já que o mesmo disse que vai recolher material didático das escolas estaduais por defenderem "ideologia de gênero"

Foto: Montagem

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse neste sábado (7) que o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB), “perdeu a razão” ao tentar censurar livros com temática LGBT na Bienal do Livro do Rio. Fala do governador é contraditória, já que o mesmo anunciou na terça-feira (3) que vai recolher apostilas de Ciências do 8º ano das escolas estaduais de São Paulo por reproduzirem conteúdos que ele considera como “ideologia de gênero”.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

“Eu gosto muito do prefeito Marcelo Crivella, eu o respeito, mas acho que nesse caso ele exagerou, foi além do que poderia ter ido. Mas não deixo de respeitá-lo. Ele foi além, não deveria ter feito”, disse Doria. Crivella havia mandado que os organizadores da Bienal do Livro do Rio de Janeiro recolhessem um livro “com conteúdo impróprio” dos stands. Segundo ele, a publicação, voltada para adultos, trazia conteúdo sexual destinado a crianças.

A obra trata-se do HQ “Vingadores – a cruzada das crianças”, que traz cenas em que heróis mantém relacionamento homoafetivo. Fiscais da prefeitura foram até o evento para recolher as publicações classificadas como “pornográficas” para crianças, porém, não encontraram nada que fosse impróprio.

Discurso semelhante de censura foi proferido por João Doria na mesma semana. “Fomos alertados de um erro inaceitável no material escolar dos alunos do 8º ano da rede estadual. Solicitei ao Secretário de Educação o imediato recolhimento do material e apuração dos responsáveis. Não concordamos e nem aceitamos apologia à ideologia de gênero”, disse. De acordo com professores, a alegação seria uma página da apostila que contém um texto sobre diversidade sexual, explicando as diferenças sobre “sexo biológico, identidade de gênero e orientação sexual”.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum