Fórumcast, o podcast da Fórum
17 de julho de 2019, 14h52

Após decisão de Toffoli, MP-RJ pede permissão para continuar investigação no caso Queiroz/Coaf

Os promotores agora aguardam a manifestação do STF para avançar na análise do relatório da Operação Furna da Onça, que detalha a movimentação financeira de Flávio Bolsonaro e de Fabrício Queiroz

Reprodução

Com a decisão do ministro Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal, de suspender investigações sem autorização prévia que tinham como base órgão de controle (Coaf, Receita Federal e Banco Central), o Ministério Público do Rio de Janeiro entrou com pedido para poder seguir atuando no caso Queiroz, que envolve o senador Flávio Bolsonaro.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo</stro 

Segundo o MP do Rio, a decisão “pode impactar processos e investigações em curso no Parquet Fluminense, ao suspender os procedimentos em tramitação com dados compartilhados pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras, o Coaf” e, por isso, foi solicitada autorização para prosseguir.

Os promotores agora aguardam a manifestação do STF para avançar na análise do relatório da Operação Furna da Onça, que detalha a movimentação financeira de Flávio Bolsonaro e de Fabrício Queiroz, seu ex-assessor.

Outros oito deputados aparecem com o sigilo financeiro rompido no relatório, entre eles o presidente da Alerj, André Ceciliano (PT), e o líder do governo Wilson Witzel (PSC), Márcio Pacheco (PSC). Integrantes de PSOL, PSB, DEM e PDT também aparecem.

Com informações da Folha de S. Paulo


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum