Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
12 de julho de 2019, 17h48

Após emendas, Bolsonaro loteia cargos para aprovar Previdência

Bolsonaro parece ter adotado de vez o toma-lá-dá-cá para aprovar medidas no Congresso; depois dos R$ 5 bilhões em emendas, 300 indicações de deputados estão sendo efetivadas

Bolsonaro em culto com a bancada evangélica na Câmara (Michel Jesus/ Câmara dos Deputados)

O Governo Bolsonaro começou a aprovar as indicações de congressistas em postos federais com o objetivo de concluir a reforma da Previdência na Câmara, que aparece travada por conta da votação dos destaques.

Em campanha eleitoral, Bolsonaro havia afirmado que não faria concessões em troca de apoio no Congresso, mas parece ter adotado o toma-lá-dá-cá como uma prática recorrente. Para a aprovação em primeiro turno, o governo liberou cerca de R$ 5 bilhões em emendas e agora vai distribuir cargos para fidelizar o centrão.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo.

Segundo a Folha, há meses deputados reclamam com o governo de terem indicado nomes que ficaram travados sem efetivação e cerca de 300 indicações começaram a ser confirmadas na semana da reforma.

Além dos cargos, os parlamentares querem a garantia do pagamento das emendas prometidas e exigem que Bolsonaro mande um projeto de lei para liberar mais dinheiro a ministérios para que a verba dos deputados seja liberada.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum