Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
15 de fevereiro de 2020, 10h18

Após fracasso em contratar brasileiros, Bolsonaro vai readmitir cubanos no “Mais Médicos”

Com mais de 700 vagas ociosas no sistema de saúde, o governo vai abrir edital para contratar cubanos que trabalhavam no Mais Médicos

Dilma e Alexandre Padilha com médico cubano que foi alvo de protestos de profissionais brasileiros (Foto: Divulgação)

Após desmerecer a atuação de profissionais cubanos no programa Mais Médicos, Jair Bolsonaro deve lançar nos próximos dias um edital para a readmissão de médicos da ilha que ficaram no Brasil.

A readmissão se dá após uma série de tentativas fracassadas de ocupar com profissionais brasileiros os postos ocupados pelos cubanos, geralmente em cidades do interior ou em locais de difícil acesso, como em tribos indígenas.

Segundo reportagem do El País, o objetivo é atrair cerca de 1.800 profissionais com contrato de permanência de dois anos. Eles não precisarão ter feito o Revalida — exame que permite a validação no Brasil de diplomas obtidos no exterior.

Atualmente, segundo dados do Ministério da Saúde, existem 757 vagas de médicos ociosas por conta da constante desistência de substitutos nos municípios mais vulneráveis.

O edital pretende estabelecer que os médicos cubanos recebam a bolsa integral, de R$ 12 mil, e será direcionado especificamente para os profissionais que trabalhavam no brasil quando o projeto foi encerrado e que tenham permanecido no país ao menos até o dia primeiro de agosto de 2019, como naturalizado, residente ou com pedido de refúgio.

“Não tem edital de concorrência. Todos os 1.800 médicos cubanos que atendem a esses critérios serão chamados”, disse Erno Harzheim, secretário de Atenção Primária à Saúde.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum