Fórumcast, o podcast da Fórum
16 de agosto de 2018, 18h36

Após repercussão negativa, MBL apaga fake news contra Jaques Wagner 

Notícia falsa contra o ex-governador do PT foi ocultada das páginas do MBL após o grupo requerer à justiça a impugnação da candidatura de Lula

Foto: Reprodução Facebook
A  Fórum, assim como outros veículos, noticiou na terça-feira (14) que  o Movimento Brasil Livre (MBL) insiste na divulgação de notícias falsas, mesmo após o Facebook ter punido o grupo com a retirada de 196 páginas e 87 contas associadas ao movimento que, de acordo com a rede social, formavam uma “rede” para disseminar fake news.
Após a divulgação da notícia, tanto a página oficial do MBL no Facebook quanto as páginas do vereador Fernando Holiday (DEM/SP) e de Kim Kataguiri (DEM/SP) – lideranças do grupo – retiraram ou ocultaram a publicação, coincidentemente, logo após terem contestarem no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) o registro da candidatura de Lula. O ator e candidato a deputado federal pelo PSL, Alexandre Frota, declarado apoiador de Bolsonaro, ainda mantém a fake news em sua página.
No vídeo divulgado pelo MBL, Jaques Wagner supostamente teria sido vaiado por três pessoas durante “trompetaço” em apoio a Lula em um shopping de Salvador. Entretanto, o ex-governador da Bahia não estava na manifestação.
Nesta quinta-feira (16), a coordenação da campanha de Wagner, que é candidato ao Senado, divulgou uma nota em que reafirma a adoção de “procedimentos judiciais cabíveis para inibir esse tipo de notícia falsa”.

Leia abaixo a íntegra da nota. 

Após denúncia MBL apaga fake news contra Wagner

Depois de divulgar na internet uma informação falsa, de que o candidato ao Senado, Jaques Wagner, esteve no último sábado, 11/08, na manifestação “Trompetaço Lula Livre” no Shopping Barra o MBL (Movimento Brasil Livre) tirou a fake news do ar.

“Jaques Wagner não esteve naquele dia no Shopping Barra. Notícia deve ser apurada antes de ser divulgada. Adotamos os procedimentos judiciais cabíveis para inibir esse tipo de notícia falsa” , explicou Pedro Scavuzzi, advogado da campanha de Wagner.

”Temos um projeto que há 12 anos vem mudando para melhor a vida dos baianos, com Jaques Wagner e o governador Rui Costa. Queremos pautar isso na campanha: programas, projetos, soluções que elevem a qualidade de vida do nosso povo, e não fofoca, intriga, mentiras. Lamentamos a postura do MBL e de parte dos nossos adversários. Mas o comando do Senador Wagner é manter elevado o nível da campanha, em respeito aos eleitores e à sociedade baiana.” afirmou Éden Valadares, coordenador da campanha de Wagner ao Senado.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum