Após reunião, partidos de oposição definem ações conjuntas pelo impeachment de Bolsonaro

Além de reunirem esforços pela vacinação em massa, auxílio emergencial e pela responsabilização de Bolsonaro através da CPI da Covid, 9 legendas organizarão uma plenária nacional e ato político pela retirada do presidente do poder

Líderes no Congresso Nacional e presidentes dos 9 partidos de oposição se reuniram, nesta terça-feira (13), e definiram uma série de ações conjuntas que visam, entre outras coisas, trabalhar pela vacinação em massa contra a Covid, retomar o auxílio emergencial de R$600, responsabilizar Jair Bolsonaro pela omissão no combate à pandemia e também chegar ao impeachment do presidente.

A deliberação conjunta foi divulgada através de nota oficial assinada pelas legendas logo após o rito de abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid no Senado.

“Nossa primeira preocupação é com a defesa da vida e com a sobrevivência da população brasileira, que precisa com igual urgência de um plano eficaz de vacinação em nível nacional e do restabelecimento do auxílio emergencial de R$ 600, dentre outras medidas para preservar o país e a economia da tragédia que este governo representa”, dizem os partidos.

“Além de reforçar as ações no âmbito do Congresso para apurar as responsabilidades do governo Bolsonaro por meio de CPIs no Senado e na Câmara dos Deputados, conclamamos a sociedade brasileira à mobilização pelo impeachment de Jair Bolsonaro, por todos os crimes que já cometeu contra o país e o povo brasileiro”, continuam as siglas.

Leia também: Câmara já tem mais de 100 pedidos de impeachment abertos contra Bolsonaro; confira

Na nota, as agremiações de oposição também manifestaram desagravo ao senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), autor do requerimento pela criação da CPI da Covid, por conta dos ataques feitos por Bolsonaro.

Entre as ações estabelecidas pelo partido, está, por exemplo, a criação de uma “Plenária Nacional do Impeachment”, reunindo os autores dos mais de 100 pedidos de abertura de processo contra o titular do Planalto.

Confira, abaixo, a íntegra da nota.

OPOSIÇÃO CONVOCA O PAÍS EM DEFESA DA VIDA E CONTRA BOLSONARO

Reunidos nesta terça-feira (13/04), presidentes e líderes no Legislativo de nove partidos de oposição decidiram unificar e intensificar ações para enfrentar a gravíssima crise brasileira, que só poderá ser superada com um combate efetivo à pandemia e a Jair Bolsonaro, responsável por transformá-la num verdadeiro genocídio.

Os partidos também manifestam desagravo ao senador Randolfe Rodrigues, autor do requerimento da CPI da Pandemia, pelas agressões e incitações a violência desferidas pelo Presidente da República, postura que não condiz com o cargo e só demonstra o caráter autoritário de Bolsonaro, que desloca a energia de seu governo para agredir opositores em vez de salvar vidas.

Nossa primeira preocupação é com a defesa da vida e com a sobrevivência da população brasileira, que precisa com igual urgência de um plano eficaz de vacinação em nível nacional e do restabelecimento do auxílio emergencial de R$ 600, dentre outras medidas para preservar o país e a economia da tragédia que este governo representa.

Além de reforçar as ações no âmbito do Congresso para apurar as responsabilidades do governo Bolsonaro por meio de CPIs no Senado e na Câmara dos Deputados, conclamamos a sociedade brasileira à mobilização pelo impeachment de Jair Bolsonaro, por todos os crimes que já cometeu contra o país e o povo brasileiro.

Os nove partidos que assinam este documento se comprometem a:

  1. Defender a integridade e a efetividade da CPI do Senado para apurar os crimes do governo Bolsonaro na condução da pandemia;
  2. Trabalhar em conjunto pela criação e instalação de uma CPI na Câmara;
  3. Trabalhar em conjunto pela votação e aprovação no Congresso do auxílio emergencial de R$ 600;
  4. Convocar a Plenária Nacional do Impeachment, reunindo os autores dos mais de 100 pedidos de abertura de processo contra Bolsonaro por crimes de responsabilidade;
  5. Organizar um ato político nacional em defesa da vacina, do auxílio emergencial e do Impeachment de Bolsonaro;
  6. Apoiar as inciativas dos movimentos sociais e da sociedade civil no sentido de enfrentar a pandemia e dar um basta ao governo criminoso de Bolsonaro.

Brasília, 13 de abril de 2021
REDE Sustentabilidade (REDE)
Partido Comunista do Brasil (PCdoB)
Partido Democrático Trabalhista (PDT)
Partido Socialista Brasileiro (PSB)
Partido Socialismo e Liberdade (PSOL)
Partido dos Trabalhadores (PT)
Partido Verde (PV)
Cidadania
Unidade Popular (UP)

Avatar de Ivan Longo

Ivan Longo

Jornalista e repórter especial da Revista Fórum.