Após rusga com Mourão, Bolsonaro questiona “pressa” por vacina e diz que pandemia “está acabando”

A declaração foi dada em meio à explosão de uma forte segunda onda da pandemia na Europa

O presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar a compra de vacinas contra o novo coronavírus nesta sexta-feira (30) em conversa com apoiadores na saída do Palácio da Alvorada. No mesmo dia, ele desautorizou o vice-presidente Hamilton Mourão sobre a compra da CoronaVac, desenvolvida pela farmacêutica chinesa SinoVac e o Instituto Butantã.

“Está acabando a pandemia, acho que ele [João Doria] quer vacinar o pessoal na marra rapidinho, porque vai acabar e ele fala: ‘acabou por causa da minha vacina’. Tá ok? O que está acabando é o governo dele, com toda certeza”, disse Bolsonaro, segundo O Globo.

No início da semana, Bolsonaro disse acreditar que seria mais barato investir na cura do Coronavírus do que na vacina e também questionou a “pressa” no desenvolvimento do imunizante. Apoiadores do presidente pretendem organizar protesto contra a Coronavac e contra Doria, promotor da parceria do Butantã com a Sinovac.

O Brasil tem apresentado uma média móvel de 439 mortes diárias segundo levantamento do consórcio de veículos de imprensa. Apesar dos numeros estarem menores que o auge da pandemia, eles ainda são altos.

Além disso, a declaração acontece em meio a uma segunda onda que atinge os países europeus com números superiores aos registrados no primeiro semestre.

Vacina

Nesta sexta, o presidente e o vice voltaram a se contradizer em declarações públicas. Enquanto Mourão afirmou que o Brasil compraria a CoronaVac, Bolsonaro se impôs: ““A caneta é minha”.

Avatar de Lucas Rocha

Lucas Rocha

Jornalista da Sucursal do Rio de Janeiro da Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR