Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
27 de março de 2019, 21h57

Após ser desconstruído na Câmara, Vélez Rodríguez teria sido demitido, diz jornalista

O colombiano, indicado por Olavo de Carvalho para a pasta, passou por constrangimento na Comissão de Educação da Câmara ao não conseguir apresentar propostas concretas para a área; em três meses, entre mandos e desmandos, foram 15 demissões em seu ministério; Planalto ainda não confirmou sua exoneração

Foto: Lula Marques

A jornalista da GloboNews, Eliane Cantanhêde, anunciou ao vivo no programa ‘Em Pauta’, na noite desta quarta-feira (27), que o presidente Jair Bolsonaro teria decidido demitir o ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez. O Planalto ainda não confirmou a informação.

Mais cedo, o colombiano, que foi indicado por Olavo de Carvalho para a pasta, passou por constrangimento na Comissão de Educação da Câmara ao não conseguir apresentar propostas concretas para a área. Deputados se revoltaram com a postura ideológica de Vélez e pediram sua renúncia.

O ministro é o protagonista de uma das principais frentes de ataque ao governo Bolsonaro. Autor de frases polêmicas, como a que sugeriu que brasileiros são “ladrões”, Vélez voltou, na sessão de hoje da comissão de Educação, a polemizar. Ele chegou comparar o Brasil atual com Colômbia de Pablo Escobar.

Leia também
Incompetente e sem controle emocional, diz presidente do Inep demitido por Vélez

Desde que foi nomeado ministro, promoveu uma das maiores desorganizações já vistas na pasta que recebe o maior orçamento da União. Em três meses, foram 15 demissões.

Ao anunciar a suposta demissão de Vélez, a jornalista Eliane Cantanhêde disparou: “Os motivos são óbvios”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum